NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 21 de Abril de 2021
AMBIENTE
Sábado, 03 de Abril de 2021, 13h:21

POR DEBAIXO DO PANO

Bolsonaro incentiva indígena a pressionar por agronegócio

Com ajuda da Funai, presidente também pressionou pela exploração mineral em terras indígenas

Da Redação
Reprodução
A reunião de Bolsonaro com os líderes kayapós foi fora de agende, mas discussão foi vazada

Reportagem especial do site Observatório da Mineração revela que, em uma reunião fora da agenda, no Palácio do Planalto, no fim de março, o presidente Jair Bolsonaro incentivou um grupo de indígenas a pressionarem pela atuação do agronegócio e pela exploração mineral em suas terras.

“Não tenho mais tempo para perder com fofoca, estamos envolvendo presidente da República, querendo ajudar, ministros, eu tenho que escutar essas ladainhas sobre cooperativa? A paciência acabou. Querem ficar com ONG? Maravilha, fique com essas malditas ONG, só que lembre-se: estão dentro do Brasil. General Mourão, Exército, Polícia Federal, vai ir pra cima”, diz o madeireiro João Gesse, em áudio vazado pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) e confirmado pela reportagem do site.

A gravação se refere a uma reunião realizada em Brasília na última quarta (24), com a presença de Gesse, Jair Bolsonaro, Marcelo Xavier, presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai) e uma comitiva de lideranças kayapós do Sul do Pará.

A reunião não constou na agenda oficial de Bolsonaro. 

Publicamente, o objetivo da reunião do dia 24 de março teria sido “encontrar soluções sustentáveis” para os indígenas.

O áudio de Gesse, um vídeo de Bolsonaro e entrevistas feitas, porém, mostram que Bolsonaro incentivou os indígenas a pressionarem por mineração e pelo agronegócio em suas terras.

Já o presidente da Funai orientou o madeireiro Gesse a entrar com uma ação popular contra uma associação indígena que não concorda com o garimpo e se ofereceu a financiar uma visita de uma comitiva de lideranças kayapós às terras dos paresis, em Mato Grosso, plantam soja de maneira controversa.

Leia AQUI a íntegra da reportagem.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Você aprova a descentralização da vacinação contra a Covid?
Sim. Já passou da hora
Não. Era melhor só no Centro de Eventos
Ainda está a desejar
O certo é utilizar todos os postos de Saúde
PARCIAL