NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Domingo, 09 de Agosto de 2020
ARTIGOS
Quinta-feira, 23 de Junho de 2016, 20h:02

LEITOR

Governo vai cortar ponto de grevistas

Grande é a decepção do povo mato-grossense com o ex-procurador Pedro Taques (o justiceiro, anticorrupto, o cumpridor de leis)! Só mentira e nada mais; triste realidade para os que embarcaram nesta farsa. Estamos diante de mais um indivíduo que despreza pessoas (funcionários de carreira) que durante muitos anos prestam serviços relevantes à sociedade, seja ela democrática ou não. MARIA MAZARELLO, servidora pública aposentada, Barra do Garças/MT mariamazarello63@gmaillcom Precisamos agir contra as queimadas do cerrado Em outras oportunidades colocamos alguns pontos que consideramos importantes. O primeiro é a educação, atacando principalmente as escolas de periferia, distritos e vilas. O segundo, as patrulhas rurais que seriam compostas de pessoas responsáveis no interior do País pelo acompanhamento das ações de marginais que põem fogo em tudo que veem. Terceiro, planejamento de propriedades privadas e públicas no combate a incêndios florestais. Sabemos que o fogo se desloca ao longo das áreas e aquelas que contam com esquema de contenção sofrem perdas menores. Os custos são insignificantes, pois os habitantes de cada região têm informações privilegiadas do deslocamento dos incêndios. Ressalta-se que durante a noite quase sempre os ventos reduzem e se torna menos difícil o combate. Vamos pensar e divulgar muito. Estamos à disposição para contribuir com essa calamidade nacional, própria de povo despreparado. ACIR CARLOS OCHOVE, Cuiabá/MT ochove@terra.com.br Um político de respeito Quero agradecer e parabenizar pela linda homenagem prestada ao sr. Ladislau Cristino Cortes. Sou prova viva de tudo que você descreveu sobre ele. Convivi com ele e família por 23 anos, e tudo quanto foi falado sobre ele é verídico e poderá servir como exemplo para a juventude de hoje. Não só ele como sua esposa, filhos e netos são todos íntegros e maravilhosos, merecedores de respeitos e amor dessa população. Mais uma vez, deixo aqui o meu agradecimento ao sr. Pedro Lima e ao Diário de Cuiabá... SONIA MARIA DE LIMA GOES, Barra do Garças/MT nanagoeslima@hotmail.com Grevistas voltam às ruas A exemplo do governo federal, que concedeu aumentos aos servidores federais, está mais que na hora do nosso querido governador Pedro Taques mostrar a sua generosidade e melhorar os ânimos dos servidores estaduais, concedendo sem muitas delongas o pleiteado aumento, que é justo e merecido, diante de todo este povo que participou das eleições considerando que o dito Pedro Taques seria a solução para os seus anseios de prosperidade; é, sem dúvida alguma, um espinho ou uma dose de remédio amargo servida a todos os que votaram no ilustre governador. Caso não seja apontada uma luz do fim do túnel de todos os servidores, que, direta e indiretamente, têm outras pessoas que dependem deste aumento irrisório para correção da infração, estaremos todos unidos para promover uma campanha que vise anular este governo e consequentemente promover e requerer ao TRE uma medida capaz de promover a antecipação de novas eleições. Pense bem, sr. Pedro Taques: assim como eu votei em seu governo, também promoverei ação capaz de anular o vosso tão sonhado cargo de governador. HAROLDO FURTADO DE SOUZA, Cuiabá/MT hfsouza@live.com O peso do canudo Marcelo Ribeiro, mesmo sendo da área da saúde, me identifiquei muito com o artigo "O peso do canudo". O peso não é muito diferente. Parabéns. Adorei! LETÍCIA LIMA, enfermeira, Cuiabá/MT letlima93@yahoo.com.br *** Ah!, quando comecei a sentir o gosto das suas palavras elas acabaram... Ficou com gosto de quero mais! Estava bem gostosa a leitura. Parabéns! KATHERINE ANTUNES, servidora pública, Cuiabá/MT katherineant5@gmail.com 46 adolescentes foram mortos em 3 anos Não faz muito tempo, era responsabilidade dos pais educar os filhos. Cabia às escolas a parte pedagógica, mas educação mesmo vinha de casa. Havia o Código de Menores, no qual constavam punições para menores. Os pais sabiam que se não dessem conta da lição de casa, o Juizado de Menores pegava mesmo seu filho e o pai sofria também as consequências. Criava-se dez filhos e todos cidadãos de bem. Se algum fugia à regra era coisa rara. Não havia cadeias superlotadas por aí. Aí, chegou o ECA, dando praticamente ao Estado o direito e dever de cuidar das crianças. O resultado está aí. Crianças de dez anos praticando assalto à mão armada. Com isso, o Estado que já não dá conta nem de suas atribuições de praxe também quis virar babá e deu no que deu. Foi-se o tempo em que pai falava e filho obedecia. Foi-se o tempo em que havia respeito, por bem ou por mal. O moleque entrava na linha ou arcava com as consequências. Assim, pelo amor ou pela dor, o moleque sabia quem mandava e quem obedecia em casa. Hoje não se sabe de nada disso. Crianças perambulam de madrugada nas ruas e, se levarem um puxão de orelha, o pai sai processado e o seu rebento se encaminha livre, leve e solto para o mundo do crime. ECA, lei da palmada e por aí vai... Por isso que todos os pais modernos só querem um filho, e olha lá! Mais que isso, é dor de cabeça na certa! ALCIR MARTINS ATAÍDES, auxiliar administrativo, Cuiabá/MT alcirmartinsataides@bol.com.br Nomes de escolas não mudam, diz juíza Esta ONG devia ser banida do mapa. Quem violou direitos humanos foram os subversivos comunistas, não presidentes militares. Eles apenas corrigiram as distorções dos vagabundos e malandros que queriam ver nossa pátria de esquerda. GENEROSO RODRIGUES DE SOUSA, jornalista aposentado, Barra do Garças/MT revistaagora@bol.com.br Ambulante, mas limpinho Só quem já foi pobre tem planos de governar para os pobres. Parabéns, Mauro Mendes. Nota 10! IOLEI SAMPAIO, Cuiabá/MT iolei@ibest.com.br

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL