NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 14 de Julho de 2020
BRASIL
Quinta-feira, 24 de Novembro de 2016, 20h:14

LIBERDADE

Anthony Garotinho tem sua prisão revogada

MARCIO DOLZAN, RAFAEL MORAES MOURA, MATEUS COUTINHO, JULIA AFFONSO e FAUSTO MACEDO
Da Agência Estado – Brasília e São Paulo e Rio
O ex-governador do Rio Anthony Garotinho poderá deixar normalmente o apartamento onde mora e no qual está em prisão domiciliar já a partir de hoje. Segundo um dos advogados de Garotinho, Fernando Fernandes, falta apenas concluir os trâmites burocráticos para o pagamento da fiança de R$ 88 mil estabelecida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que ele responda o processo em liberdade. Por 6 a 1, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu ontem revogar a prisão preventiva do ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PR). O advogado reafirmou ainda que Garotinho irá processar todos os agentes públicos responsáveis por sua retirada do hospital Souza Aguiar, desde o juiz que determinou a transferência para o Complexo de Gericinó até os policiais responsáveis por sua colocação na ambulância. "O TSE confirmou que a prisão do governador foi ilegal, e desumana a retirada do governador do hospital. A decisão já está proferida, faltando apenas trâmites burocráticos", disse Fernandes. "Isso deve ocorrer entre hoje (quinta) e amanhã." A decisão dos ministros do TSE impõe restrições a Garotinho. Ele deverá permanecer no endereço onde está, no bairro do Flamengo, zona sul do Rio, e não poderá viajar à cidade de Campos dos Goytacazes. Ele também está impedido de manter contato com testemunhas do processo ao qual responde, de possível compra de votos. O ex-governador poderá deixar o Rio por até três dias. Uma das possíveis viagens será a Brasília, onde Garotinho pretende se encontrar com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. "Ele já tinha um encontro marcado com o procurador, mas foi desmarcado por ele (Garotinho) não poder sair de casa. O ex-governador pediu ontem (quarta) que seja remarcado e está aguardando um retorno", contou Fernando Fernandes. O advogado não quis comentar o teor da conversa que Garotinho pretende ter com Janot. "Sou advogado de defesa dele. Ele tem questões políticas, de acusações que faz. Não tenho procuração para falar sobre isso." Fernando Fernandes, porém, reiterou que Anthony Garotinho irá processar agentes públicos. "O TSE reconheceu a ilegalidade da prisão, do vazamento de gravações, o abuso da retirada dele do hospital e o abuso na exposição da imagem dele", afirmou. "Os agentes que se envolveram na saída dele vão ser responsabilizados." NOTA O ex-governador do Rio Anthony Garotinho (PR) divulgou nota ontem, afirmando que sempre confiou que a Justiça "corrigiria o abuso de autoridade e a violência" contra ele, em referência a sua prisão preventiva decretada no dia 11 de novembro pelo juiz Glaucenir Silva de Oliveira, da 100ª Zona Eleitoral do Rio. "Sempre confiei que a Justiça corrigiria o abuso de autoridade e a violência cometida neste caso contra mim", afirmou Garotinho por meio de nota divulgada pela sua defesa. "Não sou acusado de corrupção, enriquecimento ilícito ou qualquer desvio de verba pública, tão somente, de uma possível irregularidade eleitoral e me privar da liberdade por isso é uma verdadeira afronta ao Estado Democrático de Direito", seguiu o político, que protagonizou cenas de desentendimento com agentes da PF que o levaram para o presídio de Bangu.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você acha da decisão da CPI do Paletó de pedir o afastamento do prefeito?
Ele tem que ser afastado
Ele tem que ser cassado
Ele é inocente
Tanto faz
PARCIAL