NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020
CIDADES
Quinta-feira, 09 de Julho de 2020, 07h:40

"LOCKDOWN" EM CUIABÁ E VG

Audiência na Justiça vai decidir sobre prorrogação da quarentena

Risco "muito alto" de contágio em Cuiabá e VG faz MPE pedir continuidade do isolamento por mais 14 dias

Da Redação
Victor Ostetti/MidiaNews
Justiça decidiu pela prorrogação da quarentena na Capital e em Várzea Grande

Uma audiência de conciliação, na tarde desta quinta-feira (9), vai decidir sobre a possibilidade de a quarentena obrigatória de 15 dias ser prorrogada em Cuiabá e Várzea Grande.

A medida, determinada pela Justiça, começou em 25 de junho e termina nesta quinta-feira.

A audiência foi convocada pelo juiz José Leite Lindote, da Vara Especializada da Saúde Pública de Várzea Grande, com a participação dos prefeitos Emanuel Pinheiro (MDB) e Lucimar Campos (DEM), de Cuiabá e Várzea Grande.

A decisão foi tomada pelo magistrado depois que o Ministério Publico Estadual (MPE) encaminhou um pedido para que seja prorrogada a quarentena na Grande Cuiabá por mais 14 dias.

O promotor Alexandre Guedes, que assina o pedido, argumentou que as duas maiores cidades de Mato Grosso continuam em situação “muito alta” para contágio do novo coronavírus, a Covid-19, conforme boletim da Secretaria de Estado da Saúde. 

A reunião será feita por videoconferência e, além dos dois prefeitos, devem participar secretários de Saúde e representantes do Governo do Estado.  

"Por cautela, [...] designo nova audiência de conciliação para o dia 09 de julho de 2020, às 15h00min, a ser realizada por videoconferência, por meio da plataforma Lifesize, cujo link será fornecido no dia da audiência, através de e-mail", escreveu o juiz José Lindote, em decisão, publicada na tarde de quarta-feira (8). 

Ao propor a manutenção da quarentena, o promotor Alexandre Guedes anexou o boletim epidemiológico divulgado pela Secretária de Estado de Saúde, de segunda-feira (6), que aponta que Cuiabá e Várzea Grande tem5.191 e 1.678 infectados. 

Guedes ainda alertou para a alta taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs) do Estado. Na quarta-feira, segundo o último boletim da secretaria, a taxa de ocupação era de 97,1%. 

Após a decisão da Justiça, Emanuel Pinheiro e Lucimar Campos editaram decretos com medidas mais rigorosas de isolamento social, que começaram a valer no dia 25 de junho. 

Pelos decretos, os comércios da Grande Cuiabá foram fechados e apenas serviços essenciais – como hospitais, farmácias, supermercados, bancos e postos de gasolina – têm autorização para funcionar.

Leia mais sobre o assunto:

MP quer prorrogar quarentena em Cuiabá e VG por mais 14 dias 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL