NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2021
CIDADES
Domingo, 17 de Janeiro de 2021, 08h:28

É PRECISO RECONHECER

Busca contínua por bem material bloqueia sentimento de gratidão

Ser grato é a maior das virtudes do ser humano, diz o vigário geral da Arquidiocese de Cuiabá, padre Deusdedit

ALECY ALVES
Da Reportagem

Janeiro é considerado o mês da gratidão, data celebrada oficialmente no dia 6, conforme o calendário brasileiro.   

Na análise fria da palavra, gratidão é um substantivo feminino, cujo sentido é o reconhecimento a alguém ou algo de bom.

Mas, praticar a gratidão parece ser mais difícil do que se imagina.

Para o padre da Igreja Matriz, Deusdédit Monge de Almeida, vigário geral de Cuiabá, a busca contínua por mais bens materiais faz com que as pessoas se esqueçam de agradecer, de serem gratas a Deus, à vida, à família, aos amigos e com aqueles que fizeram ou fazem o bem por elas.

"A gratidão é a mãe de todas as virtudes humanas. O ser humano agradecido demonstra um nível espiritual elevado", diz o padre.

O religioso recorda de uma passagem bíblica que demonstra ingratidão: o milagre de Jesus com a cura de 10 leprosos.

Dos 10 curados, somente um, o que era considerado grande pecador e o menos provável de manifestar agradecimento, foi o único que voltou ao encontro de Jesus para manifestar sua gratidão.

Ter uma alma agradecida, diz o vigário geral, torna a vida mais leve e alegre. E ainda, segundo ele, gratidão é uma forma educada de pedir e receber mais.

O religioso cita dois exemplos: "Com Deus, quanto mais o louvamos e o agradecemos, mais graças alcançamos; e veja a relação mãe e filho, aquele filho que agradece pelo que a mãe faz, sempre receberá mais".

O médico Márcio Monteiro, diretor-presidente da Associação Espírita Wantuil de Freitas, em Cuiabá, considera os seres humanos extremamente ingratos. não só para com Deus, mas tudo em sua volta.

"Não sabemos como tratar a natureza, os animais que dão a vida para nos alimentar. Não conseguimos enxergar e respeitar as plantas, florestas, os seres que fazem o equilíbrio do ecossistema", cita.

Na vida, continua ele, a ingratidão está nos lares, dos filhos para com os pais.

Aquele filho que reclama da comida colocada à mesa, que sai de casa e deixa os pais preocupados, sem dar notícia sobre onde e com quem está.

Márcio Monteiro considera uma das maiores ingratidões o abandono dos pais, idosos, em casas de repouso e outros ambientes, sem a atenção e carinho dos filhos.   

A ingratidão é uma falha de caráter, própria de seres inferiores espiritualmente e um dos defeitos as serem corrigidos, observa.

Por outro, diz ele, o sentimento de gratidão é próprio dos seres mais elevados e uma grande virtude humana.  

Na análise do médico espírita, o ser humano grato tem sempre motivo para estar alegre e feliz.

Um abraço ou um sorriso o alegra. Já ingrato, diz, está sempre infeliz, insatisfeito com tudo.

"O caminho para a felicidade está na gratidão", ensina.  


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Qual o melhor modal de transporte público para Cuiabá e VG?
Prefiro o VLT
O BRT é melhor
Nenhum dos dois
Deveriam melhorar o atual sistema de ônibus
PARCIAL