NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 12 de Agosto de 2020
CIDADES
Quarta-feira, 08 de Julho de 2020, 08h:50

SEM CONTROLE

Contaminação cresce e Cuiabá registra média de 12 mortes por dia

Dados são de estudo feito semanalmente pela Prefeitura e UFMT, desde o registro do 1º caso de Covid-19

Da Redação
Divulgação
Entre os pacientes internados com a doença, cerca da metade ocupou leito de UTI

Desde a confirmação do primeiro caso de Covid-19 em Cuiabá, em 14 de março, o quadro não registra nenhuma redução no crescimento de casos e mortes pela doença, tendo o aumento mais acentuado, principalmente das mortes, nas últimas semanas.

É o que revela o Informe Epidemiológico sobre a Covid-19, que a Prefeitura divulga semanalmente.

O trabalho, feito com o apoio de pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), tem o objetivo de monitorar o padrão de morbidade e mortalidade e descrever as características clínicas e epidemiológicas dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave  (SRAG) pelo coronavírus em residentes no município de Cuiabá.

O informe apresenta as informações desde a data da notificação do primeiro caso em Cuiabá até a 27ª Semana Epidemiológica, compreendendo o período de 14 de março a 4 de julho de 2020.

Na 27ª Semana Epidemiológica, de 21 a 4 de julho, foram notificados 4.755 casos residentes em Cuiabá, 3.824 em monitoramento, 700 (14,7%) recuperados e 231 (4,9%) mortes.

As pessoas que moram em na Capital representam 23,5% dos casos de Covid-19 de Mato Grosso.

Entre os pacientes internados, cerca da metade ocupou leito de UTI.

Na última semana, houve o crescimento de 1.361 (40,1%) de casos confirmados em residentes em Cuiabá. Foram 81 óbitos, com aumento de cerca de 54%, cerca de 12 mortes/dia.

Até 4 de julho, foram notificados 7.155 casos suspeitos de Síndrome Respiratória Aguda Grave, 1.900 casos nesta última semana, apontando para o aumento de cerca de 36%, ainda mais elevado que a semana anterior (33%).

Todos os casos suspeitos foram investigados e, entre eles, 765 (10,7%) aguardam o resultado do exame para confirmação ou não de Covid-19.

Entre aqueles que se conhecia o resultado (6.390), 559 (8,7%) foram descartados por tratar-se de outras SRAG e 5.831 (91,3%) resultou positivo para Covid-19, sendo 4.755 (81,5%) residentes em Cuiabá.

Cerca de 18,5% dos casos notificados em Cuiabá eram de residentes em outros municípios/estados.

Entre os 513 casos que estavam internados na Capital no dia 4 de julho, mais da metade (54,4%) ocupava leitos de UTI (279).

Entre os internados em enfermaria/isolamento (234), 24,4% (57) eram residentes em outros municípios, e entre aqueles que ocupavam leitos de UTI, 26,9% (75) também não residiam na Capital. Ou seja, em média, 74% dos leitos foram ocupados por residentes em Cuiabá.

A busca por atendimento hospitalar reflete esses resultados, tendo em vista que a capital detém o maior número de leitos (gerais e leitos de UTI) pactuados para atendimento a casos de Covid-19 no Estado.

Em 4 de julho, entre os hospitais pactuados para atendimento a pacientes com Covid-19 em Cuiabá, sob gestão estadual (Hospital Santa Casa) e gestão municipal (Hospital e Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá, São Benedito, Hospital Universitário Jülio Muller), havia 255 leitos de enfermaria (adulto), 130 leitos de UTI adulto e 15 leitos de UTI pediátricos.

A taxa de ocupação dos leitos de enfermaria, nessa data, era de 27,5%, a de UTI adulto 94,6% e UTI pediátrica, 20,0%.

As taxas de ocupação, tanto de leitos de enfermaria quanto de leitos de UTI (adulto) se mantêm elevadas nas últimas semanas, chegando a 100% de ocupação dos leitos de UTI, em alguns dias.

Cabe destacar que a taxa de ocupação considera casos descartados e/ou suspeitos e/ou confirmados, tendo em vista que, até o diagnóstico final, são necessárias medidas de isolamento que requerem a ocupação de leitos destinados a pacientes com a doença.

Foram considerados casos de residentes e não residentes na capital.

Em relação à semana anterior, o número de casos de Covid-19 em residentes em Cuiabá cresceu 40,1% (1.361 casos), sendo notificados, até 4 de julho, 4.755 casos.

Leia mais sobre o assunto:

Mais 39 morrem em MT, que registra 1.435 casos em 24 horas


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O Brasil já ultrapassou as 100 mil mortes pela Covid-19. Para você, quem tem culpa?
O presidente Jair Bolsonaro
Os governadores
Os prefeitos
Ninguém. A doença é incontrolável
PARCIAL