NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sábado, 17 de Abril de 2021
CIDADES
Domingo, 28 de Fevereiro de 2021, 17h:15

VÍRUS SEM CONTROLE

Cresce procura por leitos e a ocupação de UTI sobe para 88%

Nas últimas 24 horas, foram registradas mais 20 mortes causadas pelo coronavírus em Mato Grosso

Da Redação
Divulgação
As internações de pacientes com Covid-19 têm aumentado em MT, nos últimos dias

A Secretaria de Saúde do Estado informou, neste domingo (28), que a taxa de ocupação, em internações de pacientes com Covid-19, está em 88,96% para UTIs adulto e em 43% para enfermarias adulto, em Mato Grosso.

Nas últimas 24 horas, foram registradas mais 20 mortes causadas pelo coronavírus em Mato Grosso.

Nesse mesmo período, foram notificadas 363 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado.

Até agora, foram registradas 5.806 mortes causadas pela doença.

 A Secretaria de Saúde notificou, até a tarde deste domingo (28), 250.889 casos confirmados da Covid-19.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (53.729), Rondonópolis (19.483), Várzea Grande (15.888), Sinop (12.883), Sorriso (10.305), Tangará da Serra (9.992), Lucas do Rio Verde (9.336), Primavera do Leste (7.456), Cáceres (5.545) e Nova Mutum (5.064). 

Do total de casos confirmados, 8.509 pessoas estão em isolamento domiciliar e 235.269 estão recuperadas.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 403 internações em UTIs públicas e 374 em enfermarias públicas.

Um total de 217.651 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT).

Atualmente, restam 649 amostras em análise laboratorial.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Você aprova a descentralização da vacinação contra a Covid?
Sim. Já passou da hora
Não. Era melhor só no Centro de Eventos
Ainda está a desejar
O certo é utilizar todos os postos de Saúde
PARCIAL