NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sábado, 11 de Julho de 2020
CIDADES
Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2019, 18h:04

CHUVAS

Enxurrada provocou estragos e muito lixo para ser recolhido

Algumas regiões de Cuiabá ficaram praticamente embaixo d’água durante uma forte chuva que atingiu a cidade no fim da tarde do último sábado (19). Em ruas e avenidas como a Carmindo de Campos, Tenente Coronel Duarte (Prainha), no Porto, e na Avenida Getúlio Vargas, no Centro, a enxurrada provocou estragos, encobriu carros e motocicletas e carregou muito lixo, como garrafas pets, latas de refrigerantes e de cerveja e sacolas plásticas, o que provocou o entupimento das bocas de lobo. No sábado, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu 42,5mm na capital mato-grossense, o que representa quase 25% da chuva no mês. Desse volume, o monitoramento da Defesa Civil aponta que 33,8mm caíram entre as 5 horas e 6h da tarde do mesmo dia. A capital, no entanto, já registrou no dia 28 de dezembro do ano passado 72mm sem grandes prejuízos. Por isso, acredita-se que o lixo jogado pela própria população nas ruas e avenidas tenha contribuído para agravar o problema. Apenas na região central, as equipes da prefeitura retiram em média cinco toneladas de resíduos diariamente. No mesmo dia, a prefeitura de Cuiabá se manifestou e disse que já havia feito limpeza e manutenção nas bocas de lobo na região. Na última semana, segundo a prefeitura, uma equipe de servidores, contando com o auxílio de uma retroescavadeira e um caminhão hidrojato, executou o trabalho de desentupimento em dezenas de estruturas de escoamento situadas na Prainha. Contudo, mesmo com o trabalho preventivo de limpeza e desobstrução, realizado diariamente pela prefeitura, o grande volume de chuva ocasionou alagamentos em alguns pontos da cidade. Nas proximidades do Shopping Popular, por exemplo, carros ficaram submersos e pessoas ilhadas. Ainda, conforme a prefeitura, além das manutenções periódicas nas bocas de lobo, outro trabalho que o município tem intensificado nessas regiões é o de varrição das ruas e avenidas. De acordo com a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, mais de 100 operadores de limpeza pública atuam, das 6 horas às 22h, na área central. A atividade, além de contribuir para deixar a cidade mais bela, ainda é responsável por retirar das ruas uma média diária de cinco toneladas de lixo. "Infelizmente, mesmo com todo esse trabalho preventivo sendo efetuado, com esse grande volume de chuva as bocas de lobo não conseguem dar a vazão necessária para a água. Todavia, como poder público temos que encontra maneiras de evitar tais transtornos à população. Por isso, já determinei à Secretaria de Obras que as operações de manutenção das bocas de lobos sejam intensificadas e também à Secretaria de Serviços Urbanos que reforce o número de equipes de varrição", afirmou o prefeito Emanuel Pinheiro, por meio da assessoria de imprensa. Segundo levantamento da Secretaria de Obras, Cuiabá possui mais de 4 mil bocas de lobos distribuídas pelas quatros regiões da cidade. Contando com duas equipes de manutenção e dois caminhões hidrojatos, a Pasta consegue executar uma média de 100 atendimentos, por mês, com diferentes tipos de intervenções. A expectativa é de que esse número seja ampliado em 2019, a partir da contratação de novos operários, por meio do processo seletivo que finaliza ainda neste mês. "Estamos finalizando o processo seletivo, que nos permitirá aumentar o contingente de trabalhadores atuando nesse tipo de demanda", disse o secretário Vanderlúcio Rodrigues.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você achou da decisão da Justiça de decretar lockdown em Cuiabá e VG?
Acertada
Demorou
Antes tarde...
Tanto faz
PARCIAL