NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 08 de Abril de 2020
CIDADES
Quarta-feira, 25 de Março de 2020, 05h:13

PANDEMIA

Estado pode adquirir leitos em hotéis para profissionais da saúde

O governo de Mato Grosso não descarta adquirir leitos na rede hoteleira para colocar em isolamento profissionais da área da saúde que, por ventura, durante o enfrentamento ou tratamentos dos casos graves do novo coronavírus (Covid-19) forem infectados pelo vírus ou, então, na impossibilidade de não poderem retornarem para casa havendo algum membro da família doente.

“Se na casa desse profissional tiver um caso positivo não é recomendado que ele vá para lá, seja contaminado e volte para dentro do hospital. Então, estamos pensando em duas estruturas. Uma para que a gente possa colocar em quarentena aqueles profissionais da área da saúde que possivelmente possam ser infectados durante o período dessa operação e também um hotel para que os nossos profissionais possam pernoitar caso não possa voltar para casa havendo lá um paciente confirmado”, reforçou.

O governador do Estado Mauro Mendes também afirmou aos prefeitos das 141 cidades mato-grossenses que fará parcerias com as prefeituras para ampliar a rede de atendimento de saúde em todo o estado, como forma de prevenção ao coronavírus. Segundo a assessoria de imprensa, o recado foi enviado na tarde de segunda-feira (23), por áudio, uma vez que estão proibidas as reuniões presenciais para que o vírus não se alastre.

Na mensagem aos chefes dos executivos municipais, Mendes alertou que todo o poder público terá que adotar medidas rigorosas “para conter a propagação do vírus e dar o tratamento adequado para aqueles que tenham complicações mais graves”. “Está sendo amplamente noticiado que em torno de 80% dos infectados terão sintomas leves, enquanto 20% terão sintomas mais severos e graves. São estes 20% que precisam receber atendimento nas unidades de saúde”.

Na oportunidade, também foram detalhadas as principais medidas tomadas até o momento em relação à pandemia, a exemplo da suspensão das cirurgias eletivas nos hospitais regionais; contratação emergencial de mais profissionais na área da saúde; compra emergencial de equipamentos, medicamentos e equipamentos de proteção individual (EPI), embora esteja em falta no mercado. 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
Como você vê a decisão da Prefeitura de Cuiabá de prorrogar o isolamento social?
A medida do prefeito é acertada
Poderia ser mais flexível em alguns setores
Só precisa a população se conscientizar mais
Tanto faz
PARCIAL