NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 08 de Julho de 2020
CIDADES
Quarta-feira, 01 de Julho de 2020, 10h:02

QUARENTENA OBRIGATÓRIA

Justiça determina lockdown em 20 cidades de Mato Grosso

Com lotação máxima, há cerca de 50 pessoas na fila de espera por vagas de UTI em todo o Estado

JOANICE DE DEUS
Da Reportagem
Divulgação
De acordo com a definição dos riscos, é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades

A Justiça Federal fixou o prazo de 48 horas para que 20 cidades, localizadas na região Oeste de Mato Grosso, adotem fechamento total ou medidas mais restritivas de isolamento social, como forma de conter o avanço desenfreado da Covid-19, provocada pelo novo coronavírus.

A decisão leva em conta o número de casos e a ocupação de leitos de Unidades de Terapias Intensivas (UTIs).

Conforme decisão do  juiz federal Rodrigo Bahia Accioly Lins, as medidas, semelhantes às tomadas por Cáceres (225 km a Oeste de Cuiabá), devem ser adotadas pelos municípios de Araputanga, Comodoro, Conquista d'Oeste, Curvelândia, Figueirópolis d'Oeste, Glória d'Oeste, Indiavaí, Jauru, Lambari d'Oeste, Mirassol d'Oeste, Nova Lacerda, Pontes e Lacerda, Porto Esperidião, Porto Estrela, Reserva do Cabaçal, Rio Branco, Salto do Céu, São José dos Quatro Marcos, Vale de São Domingos, Vila Bela da Santíssima Trindade.

O magistrado proferiu a decisão na última segunda-feira (29), atendendo a um pedido dos Ministérios Públicos Federal e Estadual e as Defensorias Públicas da União e de Mato Grosso.

A imposição do lockdown ocorre tendo em vista que a medida já foi adotada pelo município de Cáceres, polo regional de atendimento hospitalar de alta e média complexidade da região Oeste, desde o último dia 22, em razão do aumento expressivo de casos do vírus.

“Conforme amplamente divulgado, todos os leitos de Cáceres estão com sua lotação máxima. E lotação máxima significa que, se qualquer pessoa da região oeste com sintomas de Covid-19 precisar de um leito de UTI, muito provavelmente não terá, devendo se deslocar para outra região do Estado. Porém, infelizmente, já existem mais de 50 pessoas na fila de espera por essas vagas em todo o estado", diz trecho da decisão.

Até terça-feira (30). ontem pela manhã, o Estado contabilizava 16.304 casos confirmados e 629 óbitos em decorrência do coronavírus.

Em Mato Grosso, conforme dados da Secretaria de Estado de Saúde (Ses-MT), 22 municípios configuram na classificação com risco “muito alto” para o novo coronavírus.

Além de Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis, que também adotaram lockdown após medida judicial, estão incluindo Sorriso, Primavera do Leste, Lucas do Rio Verde, Pontes e Lacerda, Cáceres, Nova Mutum, Campo Verde, Tangará da Serra, Sinop, Querência, Colíder, Marcelândia, Vila Bela da Santíssima Trindade, Guarantã do Norte, Porto Esperidião, Nossa Senhora do Livramento, Campo Novo do Parecis, Sapezal, Poxoréu e Juruena.

Ainda de acordo com informações contidas no boletim, mais de 50 municípios estão na classificação de risco "alto" para a disseminação do coronavírus, entre eles, Barra do Garças, Matupá, Pedra Petra, Peixoto de Azevedo, Jaciara, Campos de Júlio, Feliz Natal, Poconé, Água Boa, Claudia, Rosário Oeste, Diamantino, Mirassol D’Oeste, Juína, Santo Antônio do Leste, Pontal do Araguaia, Alto Garças, Juscimeira e Nobres.

O objetivo da classificação é orientar os municípios para que as medidas de enfrentamento ao vírus sejam adotadas com base na classificação de risco para prevenir a disseminação da Covid-19.

O decreto n° 532 foi publicado na edição extra do Diário Oficial de 24 junho. O documento altera as tabelas de classificação de risco, criando uma terceira tabela. O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores, sendo muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde).

De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades. Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana e os resultados são divulgados nos Boletins informativos da Secretaria de Saúde.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você achou da decisão da Justiça de decretar lockdown em Cuiabá e VG?
Acertada
Demorou
Antes tarde...
Tanto faz
PARCIAL