NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 18 de Setembro de 2020
CIDADES
Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020, 12h:35

PANDEMIA NO ESTADO

MT mantém estabilidade em casos de coronavírus há 2 semanas

A velocidade de crescimento arrefeceu, mas o número de novos casos ainda segue tendência de alta

Da Redação
Reprodução/TV Globo
A velocidade de crescimento arrefeceu, mas o número de novos casos ainda segue tendência de alta

Levantamento diário feito pelo Consórcio de Imprensa (G1, O Globo, Extra, O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo e UOL) aponta que Mato Grosso é um dos nove estados que, há pelo menos duas semanas, apresenta estabilidade no número de casos e de mortes pela Covid-19, no país.

Na média móvel de casos, com variação em 14 dias, Mato Grosso está "estável", ao lado de São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Goiás, Bahia, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

No último boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde, por exemplo, a notificação, feita na tarde de domingo (2), é de 26 mortes pela Covid-19, em 24 horas.

No mesmo espaço de tempo, também foram registradas 289 novas confirmações da doença.

Na sexta-feira (31), conforme a Secretaria de SaÚde, foram 48 mortes e 1.540 casos em 24 horas.

No sábado (1º), 1.073 casos e 34 mortes.

Até agora, são 53.440 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso.

No total, são 1.902 mortes causadas pela doença no Estado.

Dos 53.440 casos confirmados da Covid-19, 18.272 pacientes estão em monitoramento e 33.266 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 316 internações em UTIs públicas e 293 em enfermarias públicas.

A taxa de ocupação está em 85,44% para UTIs adulto e em 33,94% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (11.726), Várzea Grande (4.215), Rondonópolis (3.294), Lucas do Rio Verde (2.860), Tangará da Serra (2.322), Sorriso (2.172), Sinop (2.079), Primavera do Leste (1.824), Nova Mutum (1.461) e Pontes e Lacerda (945).

PREOCUPANTE - O número de novos casos de infecção por coronavírus por 100 mil habitantes mais que dobrou no Brasil nos últimos dois meses.

O país registrou 301 novos casos por 100 mil habitantes nas duas semanas encerradas na segunda-feira (3), um aumento de 123% sobre os 134,4 novos casos/100 mil habitantes da quinzena que terminou em 3 de junho.

A situação do coronavírus no Brasil "continua muito preocupante" e "o caminho à frente é longo e exige forte compromisso", disse nesta segunda Michael Ryan, diretor-executivo da OMS (Organização Mundial da Saúde).

"A única saída para países com intensa transmissão comunitária, como o Brasil, é uma parceria forte entre governo federal e estaduais e o engajamento da sociedade", completou.

A velocidade de crescimento arrefeceu, mas o número de novos casos ainda segue tendência de alta.

Em relação à soma das duas semanas até 3 de julho, houve crescimento de 25% nos novos casos por 100 mil habitantes, de acordo com dados publicados nesta segunda pela ECDC (agência europeia de controle de doenças infecciosas).

No sábado (1º), o país registrou 1.048 mortes pela Covid-19 e 42.578 casos da doença, segundo levantamento feito pela Folha em parceria com UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1.

O país somava 93.616 mortes e 2.708.876 de pessoas infectadas pelo novo coronavírus até sábado.

Ryan afirmou que os governos precisam coordenar e elevar esforços para testar casos suspeitos, tratar os doentes, isolar mesmo casos leves, identificar, rastrear e colocar contatos em quarentena.

Com informações da agência Folhapress


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
MT terá eleições simultâneas para vereador, prefeito e senador? Você já escolheu seus candidatos?
Sim
Não
Vou anular os votos
Nenhum dos candidatos presta
PARCIAL