NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020
CIDADES
Quinta-feira, 02 de Julho de 2020, 00h:00

PROJEÇÃO

MT pode ter 2,7 mil mortes por Covid-19 até 1º de agosto

Da Reportagem

Novas projeções sobre o avanço da Covid-19 reforçam o alerta de que somente o isolamento social rigoroso pode reduzir o crescimento vertiginoso da pandemia causada pelo novo coronavírus, em Mato Grosso. A medida é fundamental para evitar o agravamento da situação no estado, de acordo com o deputado estadual e médico sanitarista Lúdio Cabral, que também aponta a necessidade de organizar o sistema de saúde.

Esse planejamento, conforme ele, deve ser feita para definir o papel de cada ente e colocar a rede de atenção básica para monitorar os casos de Covid-19, bem como fazer o tratamento devido na fase inicial da doença. “A taxa de crescimento da pandemia em Mato Grosso é de 4,9% por dia, de acordo com os dados da última semana epidemiológica. A taxa de incidência da doença está 36% maior que a do país. Há uns 20 dias, nossa curva se descolou da curva nacional e está se distanciando. No domingo, estávamos no dia 101 da pandemia no estado, com 4,2 mil casos por milhão de habitantes, e o Brasil, que estava no dia 125, tinha uma taxa de 3 mil casos por milhão”, analisa.

Mantendo-se essa evolução, o cenário é preocupante. “Teremos mais de 74 mil casos de Covid e mais de 2,7 mil mortes até 1º de agosto se não reduzirmos a velocidade da pandemia. É possível poupar mais de mil vidas e evitar 35 mil casos se conseguirmos reduzir a taxa de crescimento diário de 4,9% para 2,9%. O governador, os prefeitos e representantes das instituições precisam se reunir, remotamente, para discutir medidas que auxiliem na redução de casos e de mortes causadas pela pandemia”, alertou Cabral por meio da assessoria de imprensa.

O parlamentar defende ainda as medidas para o combate à pandemia. As sugestões foram apresentadas em uma carta aberta ao governador, Mauro Mendes, e demais autoridades do estado há cerca de duas semanas. O deputado lembrou que o sistema de saúde de Mato Grosso já está em colapso, enquanto a curva de crescimento da pandemia está em franca ascensão. Por isso, há necessidade de medidas severas e urgentes.

Para ele ainda é possível evitar uma tragédia ainda maior. “Fico preocupado ao ver gestores se apegando a medicamentos na fase inicial da doença, para dizer que estão dando resposta, mas sem organizar o sistema de saúde. Não existe saída milagrosa. O melhor kit covid para enfrentar a pandemia é o isolamento social rigoroso. É preciso reduzir a circulação de pessoas e mobilizar todo o sistema de saúde, desde a atenção primária, que pode monitorar os casos iniciais de forma remota, por telefone ou WhatsApp. Ainda é possível dar conta dessa tarefa”, acredita. (Com assessoria de imprensa)

 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL