NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quinta-feira, 09 de Julho de 2020
CIDADES
Sexta-feira, 25 de Novembro de 2016, 20h:29

Ônibus terá que parar fora de ponto para atender idoso

Aline Almeida
Da Reportagem
Empresas de transporte coletivo de Cuiabá estão obrigadas a realizar o embarque e desembarque de passageiros idosos, deficientes físicos e pessoas com mobilidade reduzida em frente a hospitais, clínicas, bancos ou outras instituições que frequentem. A recusa por parte do motorista pode gerar multa de R$ 500. A lei foi publicada no Diário Oficial de Contas que circulou na última quinta-feira. A medida havia sido vetada pelo prefeito Mauro Mendes, mas a Câmara Municipal rejeitou o veto. Desta forma, fica determinado que os veículos de transporte coletivo de linhas regulares do município de Cuiabá realizem o embarque e desembarque dos referidos passageiros em frente a hospitais, clínicas, bancos ou outras instituições. “O embarque ou desembarque será realizado sempre que solicitado ao motorista por pessoas que atendam os requisitos firmados neste diploma legal, e haja condições de segurança na parada do veículo de transporte coletivo na via”, estabelece a lei. Outra medida em relação ao transporte coletivo, também publicada na mesma edição do Diário Oficial, estabelece multas para empresas que operarem com a plataforma de embarque estragada. “Fica proibida a circulação de ônibus e micro-ônibus urbanos no município de Cuiabá com plataforma elevatória de embarque defeituosa. A multa para as empresas que descumprirem o estabelecido nesta Lei é de R$ 5 mil, por veículo, a qual será dobrada em caso de reincidência”, determina. Também em relação ao transporte público, foi implementada a lei que estabelece diretrizes para que nos pontos de ônibus sejam fornecidas informações necessárias aos passageiros. Segundo a medida, o Poder Público, na implantação de abrigos e pontos de parada que integram o sistema de transporte coletivo pautar-se-á pela máxima eficiência e clareza nas informações relativas a cada uma das linhas. Isso inclui a obrigação de fornecer a orientação dos usuários do sistema com nomes, números e categoria das linhas. Além de intervalos, frequência e integração de linhas e modais; a origem e o destino; principais artérias percorridas no itinerário e outras informações sobre o serviço de transporte, o local da parada e seu entorno.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você achou da decisão da Justiça de decretar lockdown em Cuiabá e VG?
Acertada
Demorou
Antes tarde...
Tanto faz
PARCIAL