NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Segunda-feira, 10 de Agosto de 2020
CIDADES
Terça-feira, 01 de Outubro de 2019, 17h:18

QUEIMADAS

Operação “Abafa Amazônia” é deflagrada na região Araguaia

Mais uma edição da operação “Abafa Amazônia” foi deflagrada pelas secretarias de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e de Estado de Meio Ambiente (Sema), ontem (30), no município de Barra do Garças (a 516 quilômetros de Cuiabá), na região do Araguaia. As ações serão concentradas nos municípios de São Félix do Araguaia, Novo Santo Antônio, Ribeirão Cascalheira, Bom Jesus do Araguaia, Canarana Confresa, Nova Xavantina e Água Boa.
De acordo com a Sesp, a operação visa o enfrentamento qualificado nos crimes ambientais, especificamente, desmatamentos e degradação florestal, incêndios florestais e queimadas irregulares. As ações de repressão ao avanço das queimadas no estado começaram no mês de julho e esta é a terceira edição do trabalho. Outras serão deflagradas em pontos estratégicos de Mato Grosso.
Em Mato Grosso, o período proibitivo de queimadas começou no dia 15 de julho e segue até o dia 30 de novembro. Neste período, fica proibido o uso de fogo em áreas rurais para limpeza e manejo, levando em consideração o risco de incêndios florestais de grandes proporções. A normativa se fundamenta na Lei Complementar nº 233, de 21 de dezembro de 2005. Desde o início do ano até ontem, pouco mais de 27,5 mil focos de calor eram registrados em todo o Estado.
No perímetro urbano, as queimadas são proibidas durante todo o ano. Participam da ação profissionais da Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Politec, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Defesa Civil e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). Além do efetivo, serão empregados um avião, um helicóptero e mais viaturas nas ações repressivas.
Ainda no mês de julho, foi instalado na Sesp, o Comitê Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman), unidade que vai coordenar as ações de prevenção e repressão a incêndios em todo o Estado. A criação do Comitê foi publicada no Diário Oficial do Estado do dia 12 de julho pelo Decreto nº 174. O atendimento a ocorrências de incêndios florestais deve ser acionado pelo número 193 do Corpo de Bombeiros.
Já em caso de denúncias de queimadas nas áreas rurais, o cidadão deve entrar em contato pelo 0800 647 7363. Queimadas urbanas devem ser denunciadas na prefeitura do município de ocorrência, nas secretarias municipais de meio ambiente ou defesa civil municipal.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL