NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 07 de Julho de 2020
CIDADES
Terça-feira, 01 de Novembro de 2016, 20h:09

CHAPADA DOS GUIMARÃES

Parque pode fechar por falta de segurança

Aline Almeida
Da Reportagem
A possibilidade de fechamento dos atrativos turísticos no Parque Nacional de Chapada dos Guimarães (64 quilômetros de Cuiabá) trouxe tristeza aos visitantes. Uma conversa entre um membro do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO) - responsável por cuidar do parque - e um guia de turismo, circula nas redes sociais cogitando o fechamento. A conversa cita o cancelamento de todos os agendamentos novos, e apenas a manutenção daqueles já estabelecidos. A motivação estaria na falta de orçamento para gerir o local, principalmente na questão de segurança. O contrato de prestação de serviços dos vigilantes que trabalham no local teria vencido e, por isso, ficam receosos de trabalhar. Contudo, a analista ambiental do Parque Nacional, Flávia Bertier, afirmou que a situação já está sendo resolvida em Brasília e que a visitação está mantida. Flávia confirmou que de fato, estão ocorrendo problemas orçamentários e que houve corte do contrato com os vigilantes. No entanto, o parque segue aberto, mesmo que com um sistema de vigilância deficitário. Ela reforça que uma força tarefa está sendo montada para manter a visitação, inclusive com ajuda de voluntários. “O Instituto ICMBio informa que a visitação de atrativos no Parque Nacional da Chapada dos Guimarães (MT) está funcionando normalmente. O ICMBio acredita que o uso público da unidade de conservação é importante instrumento de gestão da área protegida, pois aproxima e conscientiza a sociedade, impulsionando o desenvolvimento regional e auxiliando na fiscalização, uma vez que a presença do público inibe a ocorrência de crimes ambientais nessa área. Portanto, é de total interesse do órgão que as visitas ao parque não sejam prejudicadas”, destaca o departamento de comunicação, em nota. HISTÓRIA – O Parque foi criado em 12 de abril de 1989 e possui mais de 32 mil hectares que protegem amostras de ecossistema local, assegura preservação de recursos naturais e sítios arqueológicos. O local pode ser visitado o ano todo com entrada gratuita. Estão abertos para visitação Mirante Véu de Noiva, o Circuito das Cachoeiras, a Casa da Pedra, Cidade de Pedra e Morro de São Jerônimo. Para mais informações (65) 3301-1133.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você achou da decisão da Justiça de decretar lockdown em Cuiabá e VG?
Acertada
Demorou
Antes tarde...
Tanto faz
PARCIAL