NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Segunda-feira, 10 de Agosto de 2020
CIDADES
Sexta-feira, 31 de Julho de 2020, 00h:00

TEMPO SECO

Queimada urbana já resultou R$ 1,1 milhão de multa em Cuiabá

Da Reportagem

Com o tempo seco, as ocorrências de queimadas urban têm sido cada vez frequentemente em Cuiabá. Somente nos últimos 10 dias, a Defesa Civil do município já atendeu 28 ocorrências, uma média de dois focos por dia. No mesmo período, houve a aplicação de mais de R$ 1,1 milhão em multa.

De acordo com o diretor da Defesa Civil, José Pedro Zanetti, nos últimos dias já foram registrados queimadas na Estrada da Guia e na saída para Chapada dos Guimarães, sem contar a fumaça do incêndio florestal no Pantanal, em Poconé (110 quilômetros da Capital), que já chegou na região metropolitana. Ele lembra que a fuligem resultante da queima, associada ao tempo seco, consequentemente, baixa umidade relativa do ar (URA), deixa a situação ainda mais delicada para a população. “Nós já estamos com uma umidade do ar baixa e há uma previsão para o dia 1º de agosto descer abaixo dos 15%. É um clima muito ruim e prejudicial à saúde”, disse o diretor da Defesa Civil, José Pedro Zanetti. O ideal preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é acima de 60%.

Esse ano, no entanto, o atendimento feito pelo órgão municipal está reduzido a apenas uma equipe até o momento. Segundo, Zanetti a expectativa é ampliar esse número até a próxima semana. “A equipe está reduzindo e estamos acertando com a Secretaria de Ordem Pública para aumentar mais cinco equipes para conseguir um atendimento melhor”, disse.

A queimada urbana é proibida o ano todo e é considerado crime. “É quase um costume do cuiabano nessa época do ano em queimar o mato no terreno, juntar a folha no quintal e colocar fogo que, muitas vezes, foge do controle e se torna em incêndio de proporção maiores. É o que tem ocorrido no entorno da cidade”, destaca.

O valor da multa começa em R$ 950,00 para um terreno de até 500m2. “Conforme a área esse valor vai subindo progressivamente. Um terreno acima de mil m2 chega a R$ 2 mil de multa mais R$ 1.300 a cada mil metros de acréscimo”, disse. “Temos um fiscal que faz a autuação e esse auto é protocolado na prefeitura e, depois, segue o trâmite normal”, acrescenta.

Ele reforça ainda que a fumaça provocada pela queimada resulta em problemas respiratórios sérios na população, especialmente, entre as crianças e os idosos. “O agravante é que com a pandemia da Covid-19 quem tiver problema respiratório por conta das queimadas vai entrar na mesma fila de atendimento, nas mesmas unidades de saúde de atendimento para a Covid”, alerta. Há ainda reflexos negativos para o meio ambiente, como a degradação do solo, a morte de animais e a degeneração da vegetação e, em alguns casos, geram consequências ambientais ainda mais severas por se tratar de áreas verdes ou de preservação permanente (APP).

 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL