NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 20 de Outubro de 2020
CIDADES
Quarta-feira, 09 de Setembro de 2020, 00h:00

INCÊNDIO FLORESTAL

Responsáveis por queimadas vão responder inquérito em MT

Da Reportagem

Mato Grosso registra 24.991 mil focos de calor desde o início deste ano, um aumento de 28% se comparado ao mesmo período de 2019. O Pantanal tem sido o bioma mais afetado pelas queimadas, que já consumiram mais de um milhão de hectares da vegetação do ecossistema, que também se estende pelo vizinho Mato Grosso do Sul (MS). Áreas em Chapada dos Guimarães (65 quilômetros de Cuiabá) e no Parque Indígena do Xingu também têm sido devastadas pelos incêndios florestais.

Enquanto isso, o governo do Estado já aplicou mais de R$ 107 milhões em multas por queimadas ilegais neste ano. Ontem, o governador Mauro Mendes lamentou que muitas pessoas insistam em cometer danos ambientais e garantiu que o governo continuará tendo tolerância zero com esses crimes. “O governo não tem interesse que queime. O produtor, quando queima uma palhada, tem um prejuízo gigante. Nenhum produtor tem interesse em queimar nada, muito menos a pastagem. Agora, é muito lamentável que muitas pessoas façam isso de maneira criminosa e isso gere incêndios”, disse.

No sábado passado (05), o governo do Estado informou que os incêndios registrados no Pantanal foram provocados por ação humana. Laudos são resultados de perícias realizadas pelo Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman-MT) e foram encaminhados para a Delegacia de Meio Ambiente (Dema), onde deverá ser aberto inquérito e responsabilização dos infratores.

Por lá, o fogo já dura aproximadamente 40 dias e o aumento dos focos é de 246%, sendo que esse incremento começou a ser mais expressivo partir de julho, quando começou o período proibitivo das queimadas por conta do tempo seco e baixa umidade relativa do ar (URA), abaixo dos 10% nos últimos dias, e que facilitam a propagação das chamas. Os municípios pantaneiros de Poconé e Barão de Melgaço registram o maior número de queimadas, com 3.097 focos e 2.241, respectivamente.

Segundo as análises do Estado, nas áreas queimadas de 40 mil hectares da reserva particular Sesc Pantanal, em Barão de Melgaço (102 quilômetros de Cuiabá), a causa do incêndio foi dada como queima intencional de vegetação desmatada para criação de área de pasto para gado. Já na Fazenda Espírito Santo, foi verificado que o fogo teve início em uma área próximo à estrada de acesso ao Sesc Pantanal. Uma máquina agrícola que fazia limpeza de área com enleiramento (parte do processo da junção do material que formará o feno) pegou fogo e começou o incêndio na região.

Na Rodovia Transpantaneira, o incêndio que queimou aproximadamente, seis mil hectares, foi constatada que a causa como acidente automobilístico. Já na Fazenda São José, que teve 65 mil hectares danificados pelas chamas, o fogo começou devida à prática de retirada de mel de abelhas silvestres.

CHAPADA E XINGU - Entretanto, os incêndios se estendem por outros biomas no Estado. No Cerrado, o fogo atingiu áreas de proteção preservação permanente, em Chapada dos Guimarães (65 quilômetros de Cuiabá). Até o momento, são pelos menos seis mil hectares queimados na região. Também há registro de incêndio no Parque Indígena do Xingu, na região amazônica. No Xingu, as chamas são combatidas por um grupo de brigadistas indígenas numa área de 9 quilômetros.

Mais de R$ 107 milhões em multas já foram aplicados por uso irregular do fogo. No total, o Estado aplicou R$ 805 milhões em multas por crimes ambientais, como queimadas e desmatamento ilegal. O valor da multa depende do tamanho da área, danificação, tipo de vegetação, se atingiu a fauna, flora e se há reincidência. Se o infrator for pego em flagrante, é encaminhado para a delegacia para registro do boletim de ocorrência e possível detenção. A penalidade varia de R$ 1 mil a R$ 7,5 mil por hectare, conforme decreto federal 6514/2008.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
MT terá eleições simultâneas para vereador, prefeito e senador? Você já escolheu seus candidatos?
Sim
Não
Vou anular os votos
Nenhum dos candidatos presta
PARCIAL