NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Segunda-feira, 10 de Agosto de 2020
CIDADES
Quinta-feira, 25 de Junho de 2020, 10h:00

TRATAMENTO PRECOCE

Secretário admite erro na orientação para se buscar ajuda médica

Recentemente, o governador defendeu que a população procure atendimento médico já nos primeiros sintomas da doença

Tchelo Figueiredo/Gecom-MT
Figueiredo: "Só procure a unidade se estiver quando estiver com extremo desconforto respiratório"

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, reconheceu que houve um erro, no começo da pandemia, em março passado, quando a população foi orientada a buscar atendimento médico somente ao apresentar sintomas graves da Covid-19, como dificuldades respiratórias.

Recentemente, o governador Mauro Mendes (DEM), após testar positivo para a doença e se curar com o uso de alguns remédios, recomendou que as pessoas procurem orientação médica já nos primeiros sinais da Covid-19.

“Infelizmente, o Brasil se equivocou no início. Quando falo o Brasil se equivocou é por que a orientação inicial do Ministério da Saúde era não procurar a unidade de Saúde nesse momento de sintomas leves, fique em casa. Só procure a unidade se estiver quando estiver com extremo desconforto respiratório. Ao longo desses três meses de pandemia, se percebeu que esta recomendação não era a correta”, disse Figueiredo, durante live.

“Algumas experiências até aqui apontam que o tratamento precoce, logo no início dos primeiros sintomas, contribui muito para o não agravamento da doença e a gente está aprendendo com ela”, completou.

Por isso, segundo ele, foi proposto que um conjunto de médicos sentasse para elaborar um protocolo único e sugestivo para a classe médica para adotar ou não o procedimento indicado.

“Porque quem prescreve ou não um medicamento é médico e possa nivelar esse entendimento. Nesse momento o governo do Estado estudo fazer uma aquisição de medicamentos para auxiliar a rede primeira e secundária sob a tutela dos municípios”, disse.

Ainda na quarta-feira (24), o Estado faria uma compra emergencial de medicamentos a serem distribuídos na atenção básica de algumas cidades que não conseguiram adquirir os remédios.

Há pouco mais de uma semana, Mendes foi diagnosticado com a doença e permaneceu em isolamento para tratamento, quem segundo informações, foi feitoàa base de ivermectina e azitromicina.

Recentemente, o governador defendeu que a população procure atendimento médico já nos primeiros sintomas da doença, como febre, tosse seca e dificuldade para respirar.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL