NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 08 de Julho de 2020
CIDADES
Quinta-feira, 03 de Janeiro de 2019, 17h:55

TRANSPORTE COLETIVO

Seguindo Cuiabá, VG reajuste tarifa de ônibus em R$ 4,10

Assim como em Cuiabá, o valor da tarifa do transporte urbano de passageiros subirá R$ 0,25 em Várzea Grande. Com o reajuste, os usuários terão que desembolsar R$ 4,10 para andar de ônibus na cidade a partir de hoje, sexta-feira (04). Atualmente, o valor cobrado é de R$ 3,85. Na capital, o reajuste passou a valer desde a última quarta-feira (02). Já o transporte intermunicipal, entre as duas cidades e de competência da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Ager), a passagem continua R$ 3,75. A autorização do aumento consta em decreto assinado pela prefeita, Lucimar de Campos, publicado no Diário Oficial dos Municípios (AMM). O aumento concedido leva em conta o preço do combustível, a mão de obra e outros insumos considerados essenciais pela empresa que opera no sistema, União Transportes. No decreto, a prefeitura leva em consideração o último reajuste tarifário ocorrido em 03 de janeiro de 2018. Em contrapartida ao aumento tarifária, segundo a publicação, a União Transporte se comprometeu em renovar a frota com a aquisição de 20 novos ônibus equipados com instrumentos de acessibilidade e ar condicionado, com prazo de entrega no primeiro semestre deste ano. Está prevista ainda a reforma e manutenção dos veículos que se encontram em circulação, no período de 90 dias e a reforma do Terminal Municipal André Maggi, único lugar onde é feita a integração da tarifa, além de realizar novo estudo e planejamento dos itinerários para atender as demandas existentes. “Todos os veículos da frota da concessionária, deverão ser vistoriados anualmente, conforme prevê o contrato de concessão, por empresa especializada e credenciada pelo Inmetro”, aponta. A administração municipal considera também estudo técnico realizado por economista registrado no Conselho Regional de Economia (Corecon/MT) e a avaliação do corpo técnico da Secretaria Municipal de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana. Segundo o documento, o descumprimento das obrigações previstas, no prazo estabelecido, resultará na imposição de multa diária de R$ 2.000,00, por item descumprido, limitado a 90 dias de multa, totalizando no máximo, R$ 180.000,00. “Encerrado o prazo de incidência da multa supracitada, a Secretaria de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana do Município, irá rever automaticamente o valor da tarifa para restabelecer o reequilíbrio contratual afetado pelo descumprimento das obrigações contratuais por parte da concessionária”, diz.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você achou da decisão da Justiça de decretar lockdown em Cuiabá e VG?
Acertada
Demorou
Antes tarde...
Tanto faz
PARCIAL