NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 07 de Julho de 2020
CIDADES
Segunda-feira, 31 de Outubro de 2016, 20h:55

UTIs do Pronto-Socorro de Cuiabá voltam a funcionar

JOANICE DE DEUS
Da Reportagem
Interditada no último dia 13 de outubro após um vazamento numa de suas tubulações de água, a unidade de tratamento intensivo (UTI) do Pronto-Socorro de Cuiabá foi liberada na última sexta-feira (28.10). Desde então, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o problema foi resolvido e a UTI já funciona com seus 10 leitos. Na ocasião, médicos e enfermeiros tiveram que transferir às pressas 10 pacientes internados na UTI 1. Já no último dia 26 de outubro, uma forte chuva alagou a parte administrativa do hospital. Uma parte do quarto andar também foi afetada. Lá ficam enfermarias ortopédicas e ala cirúrgica. Os pacientes que estavam nessa ala não precisaram ser transferidos, conforme a SMS. Mas, foi feita uma readequação nos próprios quartos para acomodar cerca de 10 pacientes. Nenhum equipamento foi danificado. A parte administrativa, no subsolo, foi a mais afetada. No subsolo, também ficam a farmácia e o banco de sangue. Segundo a SMS, nesses dois locais a chuva não causou perdas. Servidores administrativos e da enfermagem junto com os funcionários da empresa terceirizada (Lupa), responsável pela limpeza, estiveram no local e conseguiram contornar a situação. "Na verdade houve um alagamento em razão do grande volume de chuva. No mesmo dia, funcionários da unidade e da empresa terceirizada (Lupa), e na manhã do dia seguinte, providenciaram a limpeza. Não houve nenhum dano ou prejuízo. E no quarto andar também foi feito o reparo necessário. não houve também nesse andar nenhum prejuízo", afirmou a SMS, por meio da assessoria de imprensa. Porém, essas não foram as únicas vezes que problemas semelhantes ocorrem no hospital. Em 2014, parte da estrutura de gesso do teto da unidade desabou após um vazamento de água em razão de obras de reforma no prédio. Por sorte, ninguém ficou ferido. De acordo com a presidente do Sindicato dos Médicos (Sindimed/MT), Eliana Siqueira, o pronto-socorro não tem manutenção preventiva e está abandonado. "Os corredores já viraram enfermarias e muitos pacientes ortopédicos estão no corredor. Fico pensando por que não estão no Hospital São Benedito", questionou. Segundo Siqueira, há pacientes aguardando por uma cirurgia ortopédica nos corredores há pelo menos 10 dias. "Além disso, tem um andar inteiro de enfermaria e uma UTI inteira (no São Benedito) fechadas", afiançou. NOVO PRONTO-SOCORRO – As obras do novo pronto-socorro só deverão entregues em julho de 2017, isso se o cronograma previsto for cumprido. A obra está orçada em R$ 76,9 milhões, sendo que o Estado é responsável por R$ 50 milhões, que corresponde a 65% do valor total licitado, e o município arcará com o valor restante. A unidade contará com 315 leitos, sendo 60 para UTIs.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você achou da decisão da Justiça de decretar lockdown em Cuiabá e VG?
Acertada
Demorou
Antes tarde...
Tanto faz
PARCIAL