NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 12 de Agosto de 2020
CIDADES
Sexta-feira, 03 de Julho de 2020, 11h:20

A PANDEMIA AVANÇA

Vídeo de fila de rabecões em hospital causa preocupação

Imagens foram divulgadas em um vídeo anônimo que circula pelos apps de mensagens diretas e mídias sociais

RODIVALDO RIBEIRO
Da Reportagem
Reprodução
Os carros estavam parados, em fila, na porta do Hospital Santa de Cuiabá

Imagens de carros funerários, conhecidos como "rabecões", em fila para entrar no Hospital Estadual Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá — possivelmente, à espera de corpos de vítimas da Covid-19 — têm causado apreensão, comoção e medo na população.

Essas imagens foram divulgadas em um vídeo anônimo que circula pelos apps de mensagens diretas e mídias sociais, desde a quinta-feira (2).

A unidade de saúde filantrópica é hospital-referência para tratamento das pessoas que apresentarem os sintomas graves da doença causada pelo novo corona vírus e traduz o colapso total no sistema de Saúde — público e privado, pois há outros vídeos mostrando uma média de dois a três carros do tipo entrando e saindo dos hospitais São Matheus e Santa Rosa (os dois maiores da rede privada de Mato Grosso).

Os números dão razão ao choque causado por essas imagens.

Na quinta-feira, a Secretaria Estadual de Saúde informou que foram registradas 36 mortes por Covid-19 em Mato Grosso, chegando aos 705 óbitos e um total conhecido de 18,3 mil infectados.

O secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, divulgou — antes de entrar em quarentena pela contaminação — que o índice pode ser até dez vezes maior, por conta da subnotificação e falta de estrutura na maioria dos 141 municípios.

No caso da Santa Casa, eram quatro veículos de funerárias em fila, com a narração do operador do celular que registrou o momento: “Tá feio aqui”, resumiu.

Mato Grosso também foi notícia na mídia nacional ao tornar-se o estado com o maior crescimento dos índices de contaminação e mortes no Brasil.

Desde a semana passada, dados cruzados do Ministério da Saúde, com a contabilização do G1, além de um estudo da UFMT, apontaram que o Estado é o epicentro da pandemia no Centro-Oeste.

A chegada do colapso já vinha sendo relatada pelo Bom Dia Brasil, Jornal Hoje e Jornal Nacional, há uma semana e meia, quando a lotação dos leitos de UTI ultrapassou os 70%.

Oficialmente, tanto estado quanto município admitem que há filas de espera por leitos de UTI, em ambas as redes de atendimento à população.

No domingo (28), um homem de 23 anos morreu em seu apartamento, ao lado da família, na mesma rua onde fica o Hospital São Matheus.

O vídeo, filmado de um prédio em frente, mostra policiais militares perdidos, do lado de fora do condomínio, enquanto o Samu chega para enfim retirar o cadáver.

Confira o vídeo que mostra os rabecões:


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O Brasil já ultrapassou as 100 mil mortes pela Covid-19. Para você, quem tem culpa?
O presidente Jair Bolsonaro
Os governadores
Os prefeitos
Ninguém. A doença é incontrolável
PARCIAL