NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Domingo, 12 de Julho de 2020
CUIABÁ URGENTE
Quarta-feira, 02 de Janeiro de 2019, 17h:25

Cuiabá Urgente 02-01-2019

Sobra corrupção A Operação Sodoma – aquela que tem como ícone o ex-governador Silval Barbosa – pode ser superada pela Polygonum, que investiga fraudes na Sema, no número de figuras de relevo da política de MT que devem ir para a cadeia. Fichinha Segundo uma fonte da coluna, o próximo desfecho da Operação Polygonum, pela Defaz, pode dar dor de cabeça a muita gente importante. E, perto dela, a Sodoma seria considerada ação para prender trombadinhas. Propinas... Em 2015, a Sodoma entrou para a história de MT e revelou um dos maiores esquemas de corrupção do Brasil, com um propinoduto que envolveu agentes políticos dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. ...a granel Em 2018, a Polygonum foi deflagrada a partir de investigações acerca de esquema no sistema de regularização e monitoramento de propriedades rurais, instrumentalizados no Cadastro Ambiental Rural (CAR). Sem conversa O vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) disse que o Governo Mauro Mendes (DEM) será de “pouca conversa, pouco discurso”. “Vamos melhorar a qualidade básica, o planejamento, eleger prioridades”, afirmou. Desafio Ao contrário de outros vices, Pivetta não será peça decorativa no Palácio Paiaguás. Ele vai coordenar as ações das secretarias de Educação e de Infraestrutura. Nesta última, terá um abacaxi para descascar: o VLT. Sinais No discurso de posse, na tarde de terça (1º), na Assembleia, o governador Mauro Mendes sinalizou que o procurador José Antonio Borges será nomeado chefe do Ministério Público Estadual, nos próximos dias. Disputa Ao cumprimentar os presentes na sessão solene e mencionar o nome de Borges, MM disse que o procurador, “certamente, será o indicado ao MPE”. Ele venceu por um voto o atual chefe da instituição, Mauro Curvo. Intruso Na solenidade de posse, o presidente do TCE-MT, Campos Neto, não escondia um certo constrangimento, embora estivesse sentado ao lado de ex-colegas deputados, ex-governadores, magistrados e outras autoridades. Paranoia Como a coluna revelou anteriormente, desde a delação-monstro de Silval, que levou ao afastamento de cinco conselheiros do TCE, acusados de receber propina, Neto tem pavor de celular e de multidões. ............... Moro e os “juízes-heróis” No discurso de posse no Ministério da Justiça, Sérgio Moro justificou a troca do cargo de juiz pelo de ministro. Disse que um “juiz de Curitiba” pouco pode fazer para combater a corrupção. “Mas o ministro pode, com o endurecimento das leis”. Ele disse que a tarefa é difícil, mas não impossível. E fez referências ao combate às máfias dos EUA e Itália, feita, segundo ele, pelos “juízes heróis” da Operação Mãos Limpas. .............. Me engana “(...) Vamos ajudar Mauro Mendes a normalizar a situação do Estado”. Do deputado Carlos Bezerra, dono do MDB, que se esqueceu de dizer que seu partido foi sinônimo de gastança, nos governos Lula, Dilma e Temer. Sol e mar Ex-ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP) já está em ritmo de férias, desde o primeiro dia do ano. Com a família, BM inicia um período de descanso em Balneário Camboriú (SC), onde tem um apartamento. Ausência Maggi foi uma das ausências na posse do governador Mauro Mendes, no dia 1º. Ele ficou em Brasília até o último dia do Governo Temer. Não esteve na posse da deputada Tereza Cristina (DEM-MS), que o substitui. Fim de linha Ex-senador e ex-governador, BM foi um dos principais nomes do staff de Temer, com destaque para o esforço em ampliar os mercados para as exportações brasileiras. Ele garante que está aposentado da vida pública. Desespero A ex-deputada Teté Bezerra (MDB) quer se manter na chefia da Embratur. O cargo foi conquistado graças à influência do marido, Carlos Bezerra, junto a Michel Temer. Jair Bolsonaro diz que não aceita “toma lá, dá cá”. A guerra… Na posse de Bolsonaro, populares receberam um folheto assinado pelo “Movimento Unidos pelo Brasil”, com recomendação para seus aliados vigiem a oposição. Um número de grupo de WhatsApp foi divulgado, segundo o Estadão. …continua “Os eleitores de Bolsonaro permanecerão fiéis? Saberão se organizar para apoiá-lo contra truques sujos daqueles que não querem sair do poder? É preciso que cada um nos estados vigie seus deputados e senadores”, diz o folheto.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você achou da decisão da Justiça de decretar lockdown em Cuiabá e VG?
Acertada
Demorou
Antes tarde...
Tanto faz
PARCIAL