NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Segunda-feira, 13 de Julho de 2020
CUIABÁ URGENTE
Terça-feira, 08 de Janeiro de 2019, 18h:14

Cuiabá Urgente 08-01-2019

“Calo” de MM Voz ativa na oposição, a deputada Janaína Riva (MDB) parece não ter resistido à tentação e já emitiu sinais de que, a exemplo do que fez com Pedro Taques (PSDB), será um “calo” no pé do governador Mauro Mendes (DEM). Base eleitoral A filha de José Riva já mandou recado ao Palácio Paiaguás: “Não vai passar nada, sem pedido de vista”. Ela se refere a matérias de interesse de MM que envolvam o funcionalismo, principal base eleitoral da deputada. Explosivo Janaína já formou um bloco, digamos, dos mais explosivos: além dela, há os novatos Dr. João (MDB), Ulysses Moraes (MBL/DC), Elizeu Nascimento (DC), João Batista (Sindspen/Pros) e Lúdio Cabral (PT). Equilíbrio Na quinta (10), Mauro entregará à Assembleia um pacote de reformas, que inclui o corte de secretarias e demissão de servidores. Seria o primeiro passo para o reequilíbrio das contas. Será que Janaína vai entender? Baralho Na semana passada, em meio à tensão do atraso de salários, a deputada foi a primeira a pedir “paciência” com MM. Menos de uma semana, volta a fazer média com os servidores, com ameaça de travar projetos do Governo. Será palanque? Também integra o bloco o deputado Max Russi (PSB), ex-chefe da Casa Civil. Como Janaína, ele sonha com a 1ª Secretaria de AL. E os votos dos “novatos” são considerados fundamentais na eleição de Mesa Diretora do Legislativo. Imagem Especialista em Direito Ambiental, a nova secretária de Meio Ambiente, Mauren Lazzarati, prometeu, em entrevista, todos os esforços para resgatar a imagem da pasta, alvo de ações da Polícia Civil. Polygonum A promessa de Mauren surge em meio à expectativa de que, em breve, novas ações da Polícia Civil, em conjunto com o Gaeco, devem ser deflagradas. E muita gente boa pode ir para a cadeia, acusada de fraudes na pasta. Cabide De um total de 20, Mauro Mendes deve extinguir pelo menos cinco empresas estatais. Entre elas, estão Metamat, Empaer, MT Gás, Ceasa e MT Fomento. A maioria delas só existe no papel e serve como cabide de emprego. Faziam o quê? Na primeira “facada” no Executivo, MM exonerou 45 servidores da Casa Militar. A maioria exercia as funções de gerente e agente de proteção de dignatários. Tradução: segurança de autoridades e pessoas vips. ............... Pivetta e o “cavalo de pau” “O Estado está de mãos atadas. Não tem dinheiro nem para comprar o material de uso diário, para pagar o 13º dos servidores. Não vamos penalizar o setor produtivo, mas só há um jeito de aumentar a receita: arrecadar de quem gera riqueza e ganha dinheiro no Estado”. Do vice-governador Otaviano Pivetta (PDT), em entrevista à Rádio Capital FM, ontem. E completou: “O Governo vai dar um cavalo de pau e colocar o Estado nos trilhos”. ............... Fantasmas Na onda de “cortes” no Serviço Público, o novo presidente da Câmara de Cuiabá, Misael Galvão (PV), demitiu 67 servidores comissionados. Entre eles, “servidores externos”, aqueles que não comparecem ao Legislativo. Herança Esse pacote é uma herança que Galvão recebeu do antecessor, Justino Malheiros (PV), apontado como o maior responsável pela transformação do Legislativo em “Casa dos Horrores”. E ainda queria se reeleger presidente... Prêmio Mais um do Governo Taques faz parte da gestão Mauro: Dilmar Dal’Bosco (DEM) será o líder do Governo na AL. Líder do tucano, o deputado pulou do barco com os demais demistas que deixaram Taques sozinho, ano passado. Sinal Donatário do PMDB em Mato Grosso, o deputado releeito Carlos Bezerra afirma que terá uma atuação “independente” na Câmara Federal. Ele se diz “pessimista” em relação a Jair Bolsonaro e acha que o presidente prejudicará o Estado. Pisou na bola A declaração de CB não ajuda em nada as articulações que ele faria, nos bastidores, em Brasília, no sentido de manter sua mulher, a ex-deputada Teté Bezerra, no comando da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur). Marajás? Mauro Mendes decretou, definitivamente, guerra aos marajás em Mato Grosso. Ontem, ele se disse “perplexo” ao constatar, na folha de dezembro, pessoas contratadas para “serviços gerais” com o salário de R$ 13 mil. Cafezinho “Pra ter uma ideia, na Empaer, encontrei pessoas que fazem serviços gerais, servindo cafezinho, ganhando R$ 13,2 mil. Um técnico de nível médio ganhando R$ 17,6 mil”, disse Mendes, em entrevista à Rádio Centro América.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você acha da decisão da CPI do Paletó de pedir o afastamento do prefeito?
Ele tem que ser afastado
Ele tem que ser cassado
Ele é inocente
Tanto faz
PARCIAL