NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sábado, 17 de Abril de 2021
CUIABÁ URGENTE
Domingo, 28 de Fevereiro de 2021, 14h:30

CRUZ E ESPADA

Empresário voltará ao banco dos réus por execução de juiz

Da Redação

Divulgação

Josino Guimarães

Por decisão do STF, o empresário Josino Guimarães vai a um novo julgamento

Há dez anos, o empresário Josino Pereira Guimarães vive entre a cruz e a espada, no tristemente famoso Caso Leopoldino.

A cada momento, ele passa de réu a inocente e vice-versa.

Ele é acusado de ser o mandante da execução do juiz.

Na semana passada, a 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negou um recurso e manteve a decisão determinando que Josino seja submetido a um novo júri popular.

O empresário foi a júri popular pelo crime em 2011, quando acabou inocentado

Leopoldino Marques do Amaral foi morto em setembro de 1999.

O corpo do juiz foi encontrado carbonizado e com ferimentos de bala na cabeça, em Concepción, no Paraguai.

A investigação da PF levou a Josino como mandante do crime.

A Polícia Federal também chegou à ex-escrevente da Justiça Beatriz Árias Paniágua, como coautora do crime; do tio dela, Marcos Peralta, como autor do assassinato.

Josino foi fichado como lobista, suspeito de intermediar vendas de sentenças.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Você aprova a descentralização da vacinação contra a Covid?
Sim. Já passou da hora
Não. Era melhor só no Centro de Eventos
Ainda está a desejar
O certo é utilizar todos os postos de Saúde
PARCIAL