NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020
CUIABÁ URGENTE
Segunda-feira, 06 de Julho de 2020, 12h:12

MEMÓRIA

Há 14 anos, morria Dante de Oliveira, o ícone das "Diretas Já"

Da Redação

Arquivo

Dante de Oliveira

Dante de Oliveira morreu há 14 anos e se notabilizou pela emenda das Diretas-Já

No dia 6 de julho de 2006, morria Dante de Oliveira. Então deputado federal pelo PSDB, ele morreu numa quinta-feira, por volta das 22h, aos 54 anos.

Estava internado no Hospital Jardim Cuiabá, com pneumonia. Ele tinha diabetes e sofreu uma infecção generalizada.

Além de governador de Mato Grosso por dois mandatos (1995-1998 e 1999-2002), Dante de Oliveira foi prefeito de Cuiabá e ministro da Reforma Agrária da gestão de José Sarney.

Nasceu em Cuiabá e era engenheiro civil, formado pela UFRJ.

Dante ingressou no MR-8 em 1974, quando o grupo já tinha desistido da luta armada e decidira entrar no MDB.

No MDB, tentou a Câmara de Cuiabá em 1976, sem êxito. Foi deputado estadual em 1978 e fracassou ao tentar o Senado em 2002.

Dante ficou conhecido à época das "Diretas Já" pela emenda constitucional que levou seu nome e propunha eleições diretas para Presidência em 1985.

A emenda foi encampada em 1983, no final da Ditadura Militar, quando Oliveira era então um jovem deputado federal pelo PMDB.


1 COMENTÁRIO:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

Levi Cuiabano  07-07-2020 09:03:26
Que saudades de políticos como Dante de Oliveira! Imaginar que, hoje temos Nelson Barbudo, José Medeiros, e tantos outros parlamentares medíocres a nos representar. Simplesmente lamentável!!!

Responder

0
0



ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL