NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 21 de Abril de 2021
CUIABÁ URGENTE
Segunda-feira, 05 de Abril de 2021, 10h:41

POLÍTICA DA MORTE

Promotor diz que gestores em MT praticam a 'necropolítica'

Da Redação

MPE-MT

Alexandre Guedes

O promotor Alexandre Guedes, do MPE-MT, que cobra seriedade na luta contra a pandemia

Promotor do MPE-MT, Alexandre Guedes tem uma opinião formada, em meio à onda do negacionismo em relação à pandemia: alguns agentes políticos em Mato Grosso fazem a “necropolítica”.

Motivo: a ausência de medidas duras para enfrentar o vírus.

Necropolítica é o uso do poder social e político para ditar como algumas pessoas podem viver e como outras devem morrer.

Guedes citou um exemplo: a rejeição, pela ALMT, do projeto do Governo que antecipava feriados em Mato Grosso. 

Com efeito, o “feriadão” de dez dias, proposto pelo governador Mauro Mendes (DEM), visava a aumentar o isolamento social devido ao período de recesso.

Na Capital, lembrou o promotor, o prefeito considera templos religiosos, academias de ginástica e salões de beleza serviços essenciais.

Sem falar que os ônibus urbanos circulam lotados, sem nenhuma observância às medidas de biossegurança.


1 COMENTÁRIO:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

APOLINARIO GENTIL USKNOV  05-04-2021 11:01:03
Certamente alguns [a grande maioria] políticos estão praticando “necropolitica” e os promotores com salários garantidos [por enquanto] e seus recém adquiridos Iphones, e agora, com essa falta de senso de moralidade com auxilio covid, estão fazendo o que? Estão preparando um ambiente de miséria total, onde a maior número de crimes serão os famélicos e a maior causa mortis será a inanição? Seria isso?

Responder

0
0



ENQUETE
Você aprova a descentralização da vacinação contra a Covid?
Sim. Já passou da hora
Não. Era melhor só no Centro de Eventos
Ainda está a desejar
O certo é utilizar todos os postos de Saúde
PARCIAL