Domingo, 21 de julho de 2019 Edição nº 15219 15/05/2019  










CÂMARAAnterior | Índice | Próxima

Sindicato pede investigação contra vereador Abílio

Da Reportagem

O Sindicato dos Agentes de Fiscalização do Município de Cuiabá (Sindasfimc) protocolou um pedido de abertura de investigação contra o vereador Abílio Junior (PSC) na Câmara Municipal de Cuiabá. O documento foi lido durante a sessão plenária desta terça-feira (14) e encaminhado para a Procuradoria Geral da Casa para emissão de parecer.

A categoria alega que o parlamentar colocou os servidores públicos em situação vexatória. A medida é reflexo do episódio ocorrido na semana passada, onde o vereador acusou os profissionais de omissão, pois teriam se recusado a apurar supostas irregularidades na obra da residência do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

"Vem, perante Vossa Excelência, solicitar a abertura de processo em desfavor do Vereador Abílio Jacques Brunini Moumer, por força de manifestação infundada, ilegal e imoral, divulgada em vários veículos de imprensa da Capital [...] expressamente afirmando que agentes de regulação e fiscalização da Capital teriam se recusado a apurar denúncia sobre suposta obra irregular na residência do Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro”, consta em nota.

No pedido de investigação, o Sindicato narra os fatos e afirma que Abílio “preferiu o sensacionalismo à verdade dos fatos, e, o pior de tudo, sua atitude maculou a imagem de servidores públicos municipais perante toda população cuiabana, tão somente porque recusaram, pasme-se, a entrar em seu veículo particular para apuração da denúncia”.

O parecer da Procuradoria irá nortear a decisão da Mesa Diretora. O documento poderá ser encaminhado para a Comissão de ética da Casa de Leis, ou poderá ser arquivado.

Caso o pedido seja acatado, a Comissão irá instaurar um procedimento investigatório para apurar se houve quebra de decoro por parte do parlamentar.

Na semana passada, Abílio teria “invadido” a residência do prefeito para apurar possíveis irregularidades em uma obra. Conforme Boletim de Ocorrência registrado por um funcionário do chefe do Executivo Municipal, o parlamentar subiu no muro para filmar o interior da casa, e ainda teria utilizado de um trone para fazer outras imagens.

O vereador, por a vez, nega que tenha havido algum topo de invasão, e afirma que estava gravando vídeos em frente à casa quando foi abordado pelo segurança que tomou o celular.

Durante a sessão, o vereador Renivaldo Nascimento (PSDB), que chegou a ameaçar entrar com um pedido semelhante contra o seu colega de parlamento, se posicionou favorável a abertura do procedimento.



“Esses fatos devem ser apurados, e que venha à tona toda a verdade. Vereador Abílio, você tem que ler o Regimento Interno para saber seus limites”, afirmou.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:08 MT Prev arrecada R$ 1,3 bilhão a menos que o necessário para pagar aposentados
18:07 Eleição para prefeito em Cuiabá divide tucanos
18:07 Governo conclui pagamento da folha de junho
18:06 Jovem agride ex-companheira em delegacia e é preso
18:05 Preso rapaz que estuprou e matou criança de 8 anos


18:04 Exame identifica segunda ossada de mulher desaparecida
18:04 Irmãos são assassinados e levados para UPA que acaba fechada
18:03 Coronel confessa grampo a pedido de Pedro Taques
18:01 Erros de advogados iniciantes
18:00 Capital humano
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018