Domingo, 22 de setembro de 2019 Edição nº 15227 25/05/2019  










Anterior | Índice | Próxima



Cansou?

Janaína Riva (MDB) já sente na pele o peso da responsabilidade de comandar a Assembleia Legislativa. A deputada revelou que sofre desgaste físico e psicológico. Em pouco mais de um mês, disse, já perdeu cinco quilos.

Saudade

“Nunca cheguei a sentir tanta falta do [Eduardo] Botelho na minha vida, como estou sentindo agora”, disse Janaína, em entrevista ao site Hipernotícias. A licença do presidente é de 120 dias, mas ele deve voltar em junho.

Estafa

A deputada disse torcer para que Botelho “volte logo” e antecipou que, ao término do exercício da presidência, vai se licenciar para “descansar”. Janaína revelou, recentemente, que seu sonho é ser governadora do Estado.

Termômetro

A primeira semana da greve dos professores, pré-agendada para segunda (27), será um “termômetro” para análise de uma eventual greve geral no Estado. A previsão é de Oscarlino Alves, membro do Fórum Sindical e servidor da Saúde.

Dominó

Oscarlino lembrou que, em 2016, no Governo Pedro Taques, os servidores da Saúde puxaram a greve, no dia 24 de maio. Agora, segundo ele, a fileira é puxada pela Educação. O Fórum tem assembleias marcadas para este mês.

Efeito STF

Na “guerra” com os servidores da Educação, o Palácio Paiaguás busca se amparar em decisões judiciais. Como, por exemplo, numa decisão de 2016, do STF, que estabelece como constitucional o corte do ponto dos grevistas.

Farra

O deputado Sílvio Fávero (PSL) – aquele que distribuiu honraria a granel para bolsonaristas – colocou mais um na lista de agraciados com o título de Cidadão de Mato Grosso: o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB).

Sob suspeita

Criticado pela locação de 25 veículos para os nobres vereadores, o presidente Misael Galvão (PSB) foi notificado pelo TCE, pela 3ª vez, a suspender a compra de material de informática. Motivos: não publicação de edital e sobre preço.

Rei da terra

Ex-dono da Assembleia, onde reinou por décadas, José Riva, condenado por desvio de dinheiro, é dono de 11 fazendas – num total de 73,7 mil -, no Nortão do Estado. As propriedades estão em nome de familiares, segundo o jornal A Gazeta.

Propina e pensão

Uma das “joias”, segundo o jornal, é a Fazenda Bauru, comprada com dinheiro de propina, conforme delação premiada do ex-governador Silval Barbosa. Além disso, JR recebe, todo mês, R$ 25,3 mil, como aposentado na ALMT.

...............

Greve em “momento inoportuno”

Em entrevista à TV Bandeirantes, ontem, a presidente em exercício da AL, Janaína Riva (MDB), disse que este não é o melhor momento para os professores estaduais entrarem em greve. Para ela, se for necessário, é plausível que o governador Mauro Mendes (DEM) tome uma medida considerada “amarga” agora, para ter condições de pagar os reajustes de servidores no ano que vem.

...............

Via 2020

A cúpula do MDB já não deve convencer Emanuel Pinheiro a disputar a reeleição em 2020. EP é o nome preferido do dono do partido, Carlos Bezerra, apesar das desavenças entre ambos. Restaria, assim, o nome de Janaína Riva.

Só pensa...

Longe do cenário “nervoso” do Congresso, o senador Wellington Fagundes (PR) tenta “descolar” indicações para cargos federais em Mato Grosso. O parlamentar abdica de discussões em plenário para articular nos bastidores.

...naquilo

Eleitor de Jair Bolsonaro (PSL) em 2018, WF articula para manter o controle do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) no Estado. Ao longo dos anos, a autarquia virou uma espécie de feudo do PR.

Trator

O senador do PR encontraria dificuldades nessas articulações, por conta da ação de Nelson Barbudo (PSL). O deputado tem atropelado praticamente todos os que tentam acesso ao Palácio do Planalto, em busca de cargos federais.



Inferno astral

Um dos mais ativos integrantes da oposição na Câmara de Cuiabá, Felipe Wellaton (PV) vive um inferno astral. O vereador é acusado de se apropriar indevidamente de verba indenizatória. Ele pode ser expulso do partido.



Sem culto

Segundo o site O Antagonista, igrejas que apoiaram a eleição de Bolsonaro tendem a ficar longe dos atos deste domingo (26). Em vídeo, o pastor Silas Malafaia exaltou o presidente, mas não se comprometeu a mobilizar sua tropa.

Ausência

Os líderes de igreja dizem que é hora de ver como os “bolsominions” se viram sem os evangélicos. Em Mato Grosso, o pastor Victório Galli (PSL), ícone do ultraconservadorismo, não deu as caras na campanha em defesa do ato.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




15:30
15:29 Nietzsche ganha verniz pop em nova biografia, que o apresenta como misógino
15:29 Emicida retoma parceria com o duo Ibeyi na nova música Libre
15:28 Loucos de Amor volta aos palcos neste final de semana
15:28 Chico Cesar sai em busca de todas as forças


15:15 Entre vaias e aplausos a Bolsonaro, parlamentares são premiados e dançam funk
15:15 Ensino a distância triplica e presencial tem menos calouros em sete anos
15:14 Eduardo Bolsonaro destaca busto de barão do Rio Branco em comissão da Câmara
15:11 Gabinete do ódio tensiona Planalto
15:09 Marcha global pelo clima mobiliza ativistas em diversas cidades brasileiras
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018