Domingo, 22 de setembro de 2019 Edição nº 15259 11/07/2019  










MULHERAnterior | Índice | Próxima

Casos de ameaças caem e de assédio sexual sobem 42%

Da Reportagem

Um balanço divulgado, ontem (10), pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) mostra que os crimes de ameaça registrados por mulheres apresentaram redução de 3% no primeiro semestre de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado, em Mato Grosso. Segundo a Sesp, foram 10.037 casos, 307 a menos do que em 2018, quando foram contabilizadas 10.344 ocorrências. Contudo, as mulheres registraram mais casos de assédio sexual. Foram 112 ocorrências nos primeiros meses deste ano, contra 79, ou seja, um aumento de 42%.

Em relação aos homicídios de vítimas femininas, foram 34 casos, um a menos do que no ano passado. “Vale ressaltar que estas mortes incluem todas as motivações e não apenas feminicídios, cujo levantamento ainda está sendo feito”, informou. Os dados são da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal ligada ao órgão estadual e englobam as principais ocorrências envolvendo vítimas femininas de 18 a 59 anos de idade, no período de janeiro a junho de 2019.

Os crimes de lesão corporal também reduziram: foram 4.927 este ano contra 5.001 no ano anterior (-1%), bem como os de estupro, que geraram 181 registros em 2019 e 196 em 2018 (-8%). Já os casos de injúria aumentaram 6%, quando foram feitos 2.861 registros, enquanto no ano passado foram 2.706.

Calúnias também apresentaram aumento de 6%, com 913 ocorrências em 2019 e 864 em 2018. Outro crime que teve acréscimo no número de registros foi perturbação do trabalho ou sossego alheios, com 590 casos este ano e 535 no ano anterior, o equivalente a 10% a mais.

CUIABÁ E VÁRZEA GRANDE - O levantamento também inclui as principais ocorrências registradas por mulheres em Cuiabá e Várzea Grande no primeiro semestre. Este ano, na capital, os crimes de ameaça também reduziram 8,2%, com 1.952 casos, contra 2.127 registrados no ano passado. No caso de homicídios, houve dois registros, dois a menos que no mesmo período do ano anterior. Lesão corporal também apresentou redução (-9%): 854 registros em 2019 e 939 em 2018, assim como estupro (-32%): 32 ocorrências este ano e 47 no ano anterior.

Várzea Grande registrou um homicídio contra vítima feminina neste semestre, um a menos que no semestre do ano anterior. Os casos de ameaça também reduziram de 1.014, registrados em 2018, para 1.005, em 2019 (-1%), assim como lesão corporal, que passou de 398 para 386 (-3%). Na contramão, houve aumento do crime de estupro em 38%, com 18 casos ocorridos de janeiro a junho deste ano e 13 no mesmo período do ano anterior.

OUTRA VÍTIMA - As ocorrências não param. Na última quarta-feira, uma mulher identificada como Luciana Aparecida da Silveira, de 32 anos, foi encontrada morta dentro de um quarto de hotel na Avenida Júlio Campos, em Várzea Grande. Segundo a Polícia Civil, a causa da morte seria asfixia mecânica, ou enforcamento.

De acordo com informações da polícia, Luciana da Silveira havia chegado ao local acompanhada de um homem, na segunda-feira (8), por volta das 12h30. Às 15 horas, ele teria saído do quarto e ido embora. O fato chamou atenção dos funcionários do estabelecimento comercial, que estranharam a mulher não ter saído do local desde então.

Nisso, a porta foi arrombada e a vítima encontrada desacordada em cima da cama. Após, uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas constatou a morte ainda no local. O caso será investigado pela Polícia Civil.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




15:30
15:29 Nietzsche ganha verniz pop em nova biografia, que o apresenta como misógino
15:29 Emicida retoma parceria com o duo Ibeyi na nova música Libre
15:28 Loucos de Amor volta aos palcos neste final de semana
15:28 Chico Cesar sai em busca de todas as forças


15:15 Entre vaias e aplausos a Bolsonaro, parlamentares são premiados e dançam funk
15:15 Ensino a distância triplica e presencial tem menos calouros em sete anos
15:14 Eduardo Bolsonaro destaca busto de barão do Rio Branco em comissão da Câmara
15:11 Gabinete do ódio tensiona Planalto
15:09 Marcha global pelo clima mobiliza ativistas em diversas cidades brasileiras
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018