Sábado, 17 de agosto de 2019 Edição nº 15283 14/08/2019  










CRÉDITO RURALAnterior | Índice | Próxima

Contratações de crédito rural somaram R$ 16,5 bi em julho

Da Reportagem

A safra 2019/20 teve início com forte aumento das contratações de crédito rural em relação a julho de 2018. O total financiado em julho deste ano foi de R$ 16,5 bilhões, com aumento de 23% em relação ao mesmo período do ano passado.

Do total financiado, R$ 11 bilhões foram para custeio e R$ 2,7 bilhões para investimentos. A contratação de pequenos e médios produtores somou R$ 4,48 bilhões para custeio (+40%) e R$ 906 milhões para investimentos (+34%).

Os números fazem parte do Balanço de Financiamento Agropecuário Safra 2019/20, divulgado na última sexta-feira pela Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), tendo como fonte de dados o Sistema de Operações do Crédito Rural e do Proagro, do Banco Central.

“O desempenho do crédito rural neste início de safra é superior ao da safra passada e flui normalmente em todas as linhas de financiamento”, afirmou Wilson Vaz, diretor de Financiamento e Informação do Mapa.

As contratações para comercialização tiveram crescimento de 39% em relação ao ano passado, influenciado pela retração nos preços dos grãos. Já os desembolsos para investimentos tiveram alta de 35% e para industrialização, de 42%.

O aumento no valor dos financiamentos ao setor foi particularmente elevado no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), com 34%, e no Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), com 38%.

FONTES - Os financiamentos agropecuários, realizados com recursos dos Fundos Constitucionais das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, aumentaram 63%, se situando em R$ 1 bilhão, dos quais R$ 661 milhões para a região Nordeste.

Outro destaque é a contribuição dos recursos provenientes da emissão de Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) para o “funding” do crédito rural, cujas contratações com recursos dessa fonte aumentaram de R$ 827 milhões em julho de 2018 para R$ 2 bilhões em julho último (+146%).



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:03 Juiz prevê "prisão em massa" de membros do MPE
17:02 Os eternos donos do poder
17:02 Digital influencer
17:02 O STF e o combate ao crime organizado
17:01


17:01 Sinais de alerta na economia
17:00 Exposição em Paris transforma inteligência verde da floresta em arte
16:59 Gustavo Mioto planeja novo DVD no local de seu 1º show no Nordeste
16:59 Dupla sertaneja Diego e Victor Hugo tenta se firmar com músicas românticas
16:58 Número de discos vendidos por João Gilberto é nebuloso e trava processo milionário
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018