Sexta feira, 17 de janeiro de 2020 Edição nº 15286 17/08/2019  










EDUARDO GARGAGLIONE PÓVOASAnterior | Índice | Próxima

Digital influencer

Virou moda no mundo moderno digitalizado, as pessoas dizerem que é seguidora do ou da, Digital Influencer fulano ou sicrano.

Para “cortar” minha orelha, fui até o Dicionário Aurélio para ver e ter a certeza absoluta do significado da frase Digital Influencer.

Lá encontrei isto: “O digital influencer é a pessoa capaz de influenciar o comportamento e opinião de milhares de pessoas por meio do conteúdo que publica em seus canais de comunicação como Facebook, Twiter, Instagram e You Tube.

Eu iria além, diria que alguns considerados Digitais Influencer, com raríssimas exceções, podem, sem nenhuma dúvida,serem consideradoscomo uma máquina de revelar idiotas.

Por que? Óbvio, se amanhã a “cantora” Anita se auto definir como Digital Influencer e você for à página dela e lá constar meu nome como um de seus seguidores, sem titubear você pode me considerar um dos maiores cretinos, desmiolado e “sem noção” deste planeta.

Se o seu namorado, o tal de Scooby, surfista bilionário que vive viajando mundo afora, também for um, e eu estiver na sua lista, pode me considerar um retardado mental.

O que tem essa moça para me oferecer a ponto de eu ler sequer uma linha ou uma palavra escrita por ela, ou por seu namorado, que venha a interferir na minha maneira de ser ou de viver?

Se você me ver na lista de seguidores de Bruna Surfistinha, pode correr atrás de mim com camisa de força, pois vou dar muito trabalho para ser preso e, após isso, me enviar para um presídio de Segurança máxima.

E que tal você ser seguidor ou seguidora de Geisy Arruda? Não gostou? Talvez Pablo Vitarseja o seu perfil, legal não?

Nas páginas deles vocês encontrarão conselhos maravilhosos que realmente influirão na sua vida.

Não sei gente onde vai parar este mundo.

As imoralidades que víamos poucos meses atrás de pessoas desqualificadas enfiando crucifixo no ânus, outros defecando em praças públicas seminus com aqueles seios horríveis parecendo mais com um ovo frito, vem diminuindo consideravelmente graças à algumas atitudes enérgicas do Governo federal, o que a família brasileira em sua esmagadora maioria, decente, agradece.

Vocês se lembram dos Rolezinhos nos Shoppings? Alguns escritores “lights”, que vem há décadas dando soco em ponta de faca, vieram à público dizer que estes facínoras e bandidos eram vítimas da sociedade, enquanto eu pus a cara a tapa pedindo cacete para estes canalhas, única maneira que eu via para cortar este mal pela raiz.

E graças a Deus o cacete comeu no lombo destes safados que nunca mais quiseram fazer rolezinhos na propriedade de outros.

Não se esqueçam, se eu estiver na lista de seguidores de algum Digital Influencer desqualificado, me mandem por favor para o Hospital Psiquiátrico Adauto Botelho, aí sim, meu tempo chegou....



* EDUARDO GARGAGLIONE PÓVOAS - odontólogo

eduardopovoas@outlook.com



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




16:28 Material reciclável poderá ser trocado por créditos de transporte
16:28 Infecção por vírus do sarampo destrói memória imunológica do organismo, aponta pesquisa
16:27 Escola tradicional será transformada em Centro de Inclusão
16:27 Seduc abre vagas para creches estaduais na terça-feira
16:27 MT inicia processo para reativar transplante de medula óssea


16:26 Bandidos assaltam dentro do Comper do Coxipo
16:26 Homens encapuzados invadem casa e executam dois jovens; um de 17 anos era acusado em 4 homicídios e tinha mais de 50 passagens
16:25 Homem leva tiro no peito do "amigo" após uma discussão fútil durante festa de aniversário
16:25 Mulher de 55 anos passa mal e morre sentado em cadeira de casa noturna
16:22 Homem mata cunhada e amiga, enterra os corpos em canavial e acaba preso
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018