Sábado, 19 de outubro de 2019 Edição nº 15324 10/10/2019  










FLAMENGOAnterior | Índice | Próxima

Jesus aumenta cobranças em meio a recorde de baixas

Técnico avisa que time não terá descanso e alerta para necessidade de manter desempenho e liderança do Brasileiro

Da Folhapress – Rio

Jorge Jesus tenta extrair dos jogadores do Flamengo até a última gota de suor em meio à maratona de jogos e acúmulo de desfalques. O objetivo é não deixar o desempenho e os resultados sofrerem uma queda justamente no momento em que o elenco tem baixas por lesões e convocações de jogadores.

Nos últimos dois meses, o aproveitamento é de 85% em 13 jogos, com 10 vitórias e três empates entre Brasileiro e Libertadores. Nenhuma derrota no período. Boa sequência para encarar o que está por vir.

Para a partida de hoje contra o Atlético-MG, serão sete desfalques: além de Diego, Lincoln, Arrascaeta e Filipe Luis, machucados, Berrío teve entorse no tornozelo confirmado e nem no banco fica. Fora as ausências de Gabigol e Rodrigo Caio, que se apresentaram à seleção para amistosos.

“Estamos em duas frentes. Não há hipótese de poder descansar. Queremos sempre ganhar. Para isso, tem que usar os melhores no jogo”, afirmou Jesus após a vitória sobre a Chapecoense.

Depois do jogo de hoje, no Maracanã, serão apenas dois dias de treino e mais uma viagem para encarar o Athletico-PR em Curitiba. Sem os sete jogadores de novo. Apenas na outra semana, diante do Fortaleza, voltam Gabigol e Rodrigo Caio.

Na ausência da dupla, o jovem Reinier fica à disposição. O jogador se apresentou nesta segunda-feira à seleção sub-17, mas retorna para treinamento nesta terça no Flamengo. A volta definitiva para o Mundial da categoria acontece na outra segunda-feira.

O jovem foi um dos que levaram chamada de Jorge Jesus, que também cobrou de Rodrigo Caio em campo em Chapecó. O time apresentou uma queda física prevista e para as próximas partidas a comissão técnica pretende focar na recuperação intensiva do elenco.

O lado positivo é que o Flamengo teve ontem o enfrentamento entre Palmeiras e Santos, segundo e terceiro colocados, respectivamente. Com cinco pontos na frente na ponta, é a chance de aumentar a liderança ainda mais. Caso isso não ocorra, há gordura para queimar neste momento.

“Chegamos a estar oito pontos atrás do Palmeiras, hoje somos líderes isolados, aconteça o que acontecer. Queremos continuar neste momento. Ganhamos a liderança e vamos defendê-la”, avisou Jorge Jesus, sem deixar ninguém relaxar.

O departamento de futebol do Flamengo faz coro ao discurso do técnico e mantém o trabalho de preparação dos jogos focado em dar a melhor condição possível aos jogadores. Na logística implementada, está previsto retorno de Gabigol e Rodrigo Caio de Cingapura em voo fretado, para o jogo contra o Fortaleza, dia 16.

VITINHO - Time que mais desarma no Brasileiro, o Flamengo faz de sua força ofensiva a melhor defesa. Para isso, conta com participação efetiva dos homens de frente na função. A perda de Arrascaeta abriu espaço para o retorno de Vitinho ao time contra a Chapecoense, mas o atacante deixou a desejar especialmente neste quesito.

O jogador, que custou R$ 40 milhões em 2018, foi reserva ao longo da temporada, e só atuou por noventa minutos em duas partidas em 2019. Aos 25 anos, ainda exibe dificuldade no esquema Jorge Jesus. Mas dá sinais de que pode ajudar o Flamengo se for lapidado.

A todo momento, o português se movimentava na área técnica para orientar Vitinho em Chapecó. Cenário que pode se repetir contra o Atlético-MG, nesta quinta-feira, no Maracanã.

Embora tenha sido o responsável pela assistência para o gol de Bruno Henrique, o atacante não foi bem na função tática ofensiva, com movimentações equivocadas.

A parte defensiva apareceu pouco, mas pesa. Arrascaeta vinha de três a quatro desarmes feitos por jogo recentemente; Vitinho não conseguiu nenhum na última partida. O comportamento não é de hoje.

Mesmo assim, foram quatro assistências para finalização. Vitinho também chamou atenção na quantidade de dribles e duelos ganhos, só que trocou poucos passes com os companheiros, a marca do time atualmente.

Vale lembrar que Jorge Jesus treina os jogadores reservas da mesma forma que os titulares. E que nas atividades Vitinho normalmente atua pelos lados do campo, nas funções que Éverton Ribeiro, Bruno Henrique e Arrascaeta desempenham.

O Flamengo de Jorge Jesus também tem se notabilizado pela constante troca de posições, mas o trio ofensivo formado por Arrascaeta, Gabigol e Bruno Henrique vinha tendo uma sintonia fina. O desafio de Vitinho é corresponder taticamente e se entrosar com o time.

Além do jogo contra o Atlético-MG, o atacante ainda pode ter chance no domingo, diante do Athletico-PR. Depois, Gabigol retorna da seleção e Bruno Henrique deve atuar aberto na esquerda. Mais duas chances ao jogador, que foi titular com Jorge Jesus em apenas quatro oportunidades, contra a Chapecoense, Cruzeiro, Corinthians e Athletico-PR.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




09:32 Semáforo do Círculo Militar
09:32 Tributação para área da saúde
09:31 Mistérios da República
09:31 Carne Carbono Neutro
09:31 Carne Carbono Neutro


09:30
09:30 O risco dos casuísmos
09:29 Gigante sueca aquece setor de audiolivros do Brasil
09:29 Renée Zellweger já desponta como favorita ao Oscar
09:29 Renée Zellweger já desponta como favorita ao Oscar
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018