Domingo, 15 de dezembro de 2019 Edição nº 15360 03/12/2019  










Anterior | Índice | Próxima

BOA DISSONANTE

BOA

A produção mato-grossense de biodiesel pode promover um incremento de 50% no esmagamento de oleaginosas nos próximos cinco anos. É o que apontam as projeções do Observatório da Indústria, da Fiemt, e da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove). A Fiemt considera essencial para Mato Grosso a construção de um plano de desenvolvimento estratégico voltado ao setor de biocombustíveis.



DISSONANTE

O setor de Serviços acumula resultado negativo em 2019, em Mato Grosso, conforme pesquisa mensal divulgada ontem pelo IBGE. De janeiro a setembro, o setor registra queda de 6,2%, a terceira maior apurada no País, no período. No Centro-Oeste, Mato Grosso tem a maior retração. Mato Grosso do Sul registrou alta de 2,8% de janeiro a setembro. Goiás e Distrito Federal também fecharam com queda, -3% e -1,9%, respectivamente.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:07 MEC libera que cursos presenciais com conceitos mais baixos expandam carga horária à distância
17:07 STF prevê julgar no ano que vem permissão a candidatura avulsa
17:06 Conflitos e retrocessos marcam presença do Brasil na COP-25
17:05 14 – sábado Desigualdade e evasão escolar
17:05 BOA DISSONANTE


17:04 Doador de amor
17:03 Lei do retorno
17:03 Nossos demônios…
17:02 O Auditor Interno e o combate à corrupção
17:00 Na COP 25, MT defende tolerância zero ao desmatamento
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018