Domingo, 15 de dezembro de 2019 Edição nº 15361 04/12/2019  










ARARATHAnterior | Índice | Próxima

Justiça acata pedido da defesa e tranca ação penal contra secretário

Da Reportagem

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região acatou um habeas corpus do secretário-chefe da Casa Civil Mauro Carvalho e trancou a ação penal em que ele é réu por lavagem de dinheiro na Justiça Federal de Mato Grosso.

Ele havia sido denunciado em decorrência de indícios de irregularidades em um suposto esquema de desvio de recursos a partir do pagamento de precatórios devidos pelo Governo do Estado à Construtora Andrade Gutierrez, em razão de obras realizadas pelo extinto Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Mato Grosso (Dermat).

A denúncia foi recebida no dia 11 de julho de 2016. O esquema foi investigado pela Operação Ararath, da Polícia Federal, deflagrada em 2013.

A investigação começou com a suspeita no pagamento de R$ 288 milhões do Governo do Estado como precatório à Andrade Gutierrez, desrespeitando a fila de pagamentos estabelecida pela legislação.

Deste montante, segundo o Ministério Público Federal, a empreiteira assinou um contrato com a Piran Factoring cedendo os direitos creditórios por R$ 156 milhões.

Segundo a denúncia, foi a Andrade Gutierrez quem quitou um empréstimo de R$ 5,8 milhões feito pela empresa de Carvalho, a São Tadeu Energética, com o dinheiro recebido irregularmente pelo Governo do Estado.

“A acusação era de que a empresa do secretário teria feito um empréstimo junto à Piran Factoring e quem teria feito esse pagamento foi a Andrade Gutierrez através do precatório que, segundo o Ministério Público Federal, é irregular”, explicou o advogado Ulisses Rabaneda, que defende Carvalho. “Mas a defesa conseguiu comprovar documentalmente que o empréstimo feito pela São Tadeu foi pago por uma das empresas do próprio Mauro”.

Ainda segundo Rabaneda, “o tempo do empréstimo e o pagamento demonstram que a denúncia é flagrantemente inviável”. Conforme Rabaneda, o empréstimo da São Tadeu foi pago antes mesmo que o Governo do Estado liberasse o precatório da Andrade Gutierrez.

“A partir de uma análise mais detida da sequência lógica dos fatos descritos na denúncia, pode-se perceber que, apesar da abundância de indícios quanto à materialidade de fraudes relativas ao pagamento de precatórios do Estado de Mato Grosso à construtora Andrade Gutierrez, bem como, da transferência irregular de parte desses valores a empresas do Grupo Piran, tais indícios não são suficientes para evidenciar o indispensável liame entre as referidas fraudes e a empresa São Tadeu Energética, de propriedade de Mauro Carvalho Junior, ao ponto de caracterizar minimamente, para efeito de recebimento de uma denúncia, o crime de lavagem de dinheiro imputado ao paciente”, consta na decisão do TRF.

“Isso porque, primeiramente, não é colocado em xeque, na denúncia ofertada, a regularidade do empréstimo realizado pela empresa São Tadeu Energética junto à Piran Sociedade de Fomento Mercantil no valor de pouco mais de 5,8 milhões de reais, tampouco a regularidade dos empréstimos que a referida empresa também havia realizado junto ao Bic Banco, mas sim a regularidade do repasse de valores de precatórios da empresa Andrade Gutierrez a empresas do Grupo Piran, por meio de dissimulação, presumindo o Parquet, em seguida, sem o necessário suporte probatório mínimo, que o desdobramento posterior desse repasse também foi parte do evento delituoso".



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:07 MEC libera que cursos presenciais com conceitos mais baixos expandam carga horária à distância
17:07 STF prevê julgar no ano que vem permissão a candidatura avulsa
17:06 Conflitos e retrocessos marcam presença do Brasil na COP-25
17:05 14 – sábado Desigualdade e evasão escolar
17:05 BOA DISSONANTE


17:04 Doador de amor
17:03 Lei do retorno
17:03 Nossos demônios…
17:02 O Auditor Interno e o combate à corrupção
17:00 Na COP 25, MT defende tolerância zero ao desmatamento
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018