Domingo, 15 de dezembro de 2019 Edição nº 15361 04/12/2019  










ASFALTOAnterior | Índice | Próxima

Vereadores aprovam empréstimo de R$ 100 milhões

Da Reportagem

Por 17 votos a favor e sete contrários, os vereadores de Cuiabá aprovaram, nesta terça-feira (3), o projeto de lei que autoriza o município a contratar operação de crédito com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no valor de R$ 100 milhões.

O montante, segundo o Executivo Municipal, será utilizado para asfaltar 20 bairros na região periférica de Cuiabá, pelo programa "Minha Rua Asfaltada", somando 55 km de pavimentação. Os bairros beneficiados ainda serão definidos. Também estão previstas edificações de infraestrutura complementares como o sistema de drenagem pluvial e calçadas.

Antes de ser remetido ao crivo do plenário, entretanto, o projeto passou pela análise da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) e também da Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária. Ambas emitiram parecer pela aprovação da mensagem.

“Cuiabá tem capacidade de ter esse financiamento. Tem capacidade de receber esse recurso. Jamais os cuiabanos serão chamados de maus pagadores", pontuou o presidente do Legislativo Cuiabano, vereador Misael Galvão (sem partido).

O vereador Diego Guimarães (PP), contrário à operação de crédito, afirmou que não acredita que o empréstimo deva ocorrer. Ele argumentou que Cuiabá está com nota “C”, conforme um índice de Capacidade de Pagamento divulgado pelo Ministério da Economia, por meio do Tesouro Nacional.

“Como Cuiabá teve sua nota rebaixada na Secretaria do Tesouro Nacional, podemos dizer que foi para o Serasa, está com nome sujo, hoje é um dos piores captais do Brasil em Contabilidade pública. Dificilmente esse empréstimo R$ 100 milhões irá sair”, disse, em plenário.

Ele ainda lembrou que, na gestão do governador Silval Barbosa (2010-2014), vários empréstimos foram concedidos sem lastro financeiro.

"Por prudência e coerência, e a preocupação que eu tenho com as contas de Cuiabá, acho que esse empréstimo não irá sair. E repito, isso parece um déjà vu. Parece que estamos na Gestão Silval Barbosa, do governo do Estado, em que grandes financiamentos foram levantados e hoje o Estado tem dificuldade de pagar até funcionários e manter serviços básicos, por conta de irresponsabilidade de Silval”, afirmou.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:07 MEC libera que cursos presenciais com conceitos mais baixos expandam carga horária à distância
17:07 STF prevê julgar no ano que vem permissão a candidatura avulsa
17:06 Conflitos e retrocessos marcam presença do Brasil na COP-25
17:05 14 – sábado Desigualdade e evasão escolar
17:05 BOA DISSONANTE


17:04 Doador de amor
17:03 Lei do retorno
17:03 Nossos demônios…
17:02 O Auditor Interno e o combate à corrupção
17:00 Na COP 25, MT defende tolerância zero ao desmatamento
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018