Sexta feira, 24 de janeiro de 2020 Edição nº 15369 14/12/2019  










GRACI OURIVES DE MIRANDAAnterior | Índice | Próxima

Doador de amor

O trabalho voluntário é legislado, Art. 1?, da Lei n. 9.608/18/02/1998 e, podemos afirmar que em Mato Grosso nos deparamos com profissionais ‘plenos’ com dedicação e profissionalismo.

Destacamos um exemplo de voluntário: Prof. Dr. Francisco José Dutra Souto, que desenvolve ações bem-estar social e incentiva para que possamos viver em uma sociedade unida, sensata e participativa.

A realização do trabalho voluntario é relevante, tanto para o doador quanto ao beneficiário do bem-estar.

O voluntário sente repleto de prazer no ato de servir o próximo.

O olhar de soslaio de felicidade do humano é sempre visível quando o é agraciado por um profissional do amor ao próximo. Como se este se dissesse “alguém me ama”.

Todos são visíveis perante a Constituição e merecem gestos de grandes atitudes: amor, igualdade e bem-estar.

O voluntário é um gerador de esperança para um cidadão que não conhecemos a história de vida.

Em se tratando do trabalho voluntário quem mais tem e obtém inúmeras vantagens é o praticante da ação. Isto que evidencia inclusão social. É através da manifestação de felicidade que comprovado gesto de gratidão do receptor do bem-estar.

É inesquecível e colorido o olhar iluminado de um cidadão quando recebe um gesto de amor, esperança e fé. Tudo isto advém de nossa atitude quando nos propomos a trabalhar como voluntários.

O poder do amor ao próximo é tudo de melhor, isto quando percebemos que tudo é flexível através de atitudes de amor.

Ser voluntário é trabalhar para o próximo com dedicação e receber um belo sorriso.

O voluntário enquanto líder trabalha para que cada cidadão tenha em seu entorno o mundo do bem-estar social.

Quão é importante as ações do voluntariado. Quantas vidas podemos resgatar. É importante que profissionais reflitam: cada cidadão é único e independente de sua história de vida, então vamos colorir o mundo do próximo.

Vamos praticar o voluntariado, estimular ações criativas e inovadoras.

Sociedade e imprensa celeridade para estimular o trabalho voluntário, fomentar ações criativas e inovadoras. Cidadãos, vamos cumprir a Art. 6º na forma da Constituição, em que se trata também da “...assistência aos desamparados”. O cidadão voluntário é construtor de novos mundos de: união, amor e igualdade.



* GRACI OURIVES DE MIRANDA é professora/escritora

go.miranda@uol.com.br



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:15 Embelezar Cuiabá
17:15 BOA DISSONANTE
17:14 O sabor da volta às aulas
17:14 Uso nocivo de álcool e outras drogas
17:14 Entre as lentes da alma e do celular


17:13 Alerta para o novo vírus
17:12 Novo álbum dos Mutantes tem pegada setentista e pouco remete à banda original
17:12
17:10 Bom sucesso: Provavelmente a novela não teria causado a mesma empatia um ano atrás, diz autor
17:09 Antonio Fagundes sobre Regina Duarte: Torço para que não saia queimada
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018