Sexta feira, 17 de janeiro de 2020 Edição nº 15387 15/01/2020  










ENSINO SUPERIORAnterior | Índice | Próxima

UFMT oferta mais de 6 mil vagas em 115 cursos

Universidade utilizará as notas do Enem que deve ter o resultado divulgado nesta sexta-feira

JOANICE DE DEUS
Da Reportagem

Neste ano, a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) ofertará 6.098 vagas distribuídas entre 115 cursos ofertados pelo campus de Cuiabá e os demais localizados no interior do Estado. A UFMT utilizará as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2019), conforme termo de adesão assinado junto ao Sistema Integrado de Seleção Unificada 2020 (SISU). O resultado do Enem está previsto para ser divulgado nesta sexta-feira (17).

No Diário Oficial da União (DOU), a UFMT publicou o edital que torna público o processo seletivo de estudantes para provimento de vagas nos cursos de graduação presencial para ingresso no ano letivo no primeiro e segundo semestre deste ano. Pelo edital, do total de vagas, 3.053 são para Cuiabá (61 cursos). As demais para Rondonópolis (22 cursos e 1.147 vagas), Sinop (11 cursos e 821 vagas), Araguaia (16 cursos e 762 vagas) e de Várzea Grande (5 cursos e 315 vagas).

As inscrições dos estudantes no SISU acontecem entre 21 e 24 de janeiro, com resultado divulgado no dia 28 do mesmo mês. Na UFMT, a pré-matrícula, que será realizada online, acontece entre 29 de janeiro e 04 de fevereiro. Além destas fases, todos os candidatos que com a pré-matrícula homologada deverão comparecer ao setor de registro escolar do respectivo campus em que o curso é ofertado, para validação com o original dos documentos apresentados para comprovação da conclusão do ensino médio (certificado ou diploma de conclusão do ensino médio e o histórico escolar devidamente registrado).

Também deve ficar atento a documentação e comprovação em relação às vagas destinadas às ações afirmativas. “Compete exclusivamente ao candidato se certificar de que cumpre os requisitos estabelecidos pela UFMT para concorrer às vagas de ações afirmavas reservadas em decorrência do disposto na Lei nº 12.711/2012, Resolução Consepe nº 136 de 14 de outubro de 2019 e na Lei 13.409, de 28 de dezembro de 2016, sob pena de, caso selecionado, perder o direito à vaga”, traz o edital.

ENEM - Os estudantes que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio 2019 já começaram a contagem regressiva para a divulgação do resultado da prova, que deve ser feito Ministério da Educação (Mec) nesta sexta-feira (17). A nota individual poderá ser acessada pela página do participante, no portal ou no aplicativo do Enem.

De acordo com o Mec, é no momento da consulta às notas que muitas pessoas percebem que não se lembram mais da senha de acesso. Para facilitar, o sistema do exame nacional permite a recuperação da senha cadastrada. Ela é muito importante, porque com os resultados em mãos, a senha será usada para dar mais novos passos na vida educacional.

Após a divulgação das notas, os participantes podem pleitear vagas nas instituições de educação superior. O Sisu é uma das principais formas de usar a nota do Enem. O Sisu reúne instituições públicas de ensino superior de todo o país. Para fazer a inscrição, basta que o estudante tenha obtido uma nota acima de zero na redação.

O candidato deve escolher até duas opções de cursos ofertados pelas instituições participantes. Ao final, o sistema seleciona os mais bem classificados em cada curso, de acordo com as notas no Enem e eventuais ponderações, como pesos atribuídos às notas ou bônus. Caso o desempenho do candidato permita o ingresso nos dois cursos, prevalecerá a primeira opção, com apenas uma chamada para matrícula.

O estudante que estiver de olho em instituições privadas de ensino superior pode concorrer a bolsas integrais (100%) e parciais (50%) por meio do ProUni. Também pode concorrer a uma vaga pelo Fies, que está dividido em duas modalidades: juros zero a quem mais precisa (renda familiar de até três salários mínimos por pessoa) e escala de financiamento que varia conforme a renda familiar do candidato.

Os resultados individuais do exame podem ainda ser usados nos processos seletivos de instituições de educação portuguesas. São 47 universidades, institutos politécnicos e escolas superiores que firmaram acordo interinstitucional com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Cada instituição define as regras e os pesos para uso das notas.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:40 Wilson Santos próximo da base de Mauro Mendes
17:40 MP investiga suspeita de fraude de pagamento em R$ 3,5 milhões em Cuiabá
17:39 Semana de Cano no Vasco tem busca por casa, dificuldade com português e boa impressão
17:39 Palmeiras mandará clássico contra o São Paulo em Araraquara
17:39 Carlos Sainz mantém vantagem e é tricampeão do Rali Dakar


17:38 Pedro desembarca no Rio para assinar com o Flamengo
17:38 Jobson, do Santos, alfineta Sampaoli e elogia Jesualdo por trato pessoal
17:38 Dos times cariocas, Fluminense buscou mais caras novas com status de titular
17:11 PF prevê novos indiciamentos pela tragédia de Brumadinho só após junho
17:11 Dia 25 de janeiro desmoronamento de barragem da Vale completa 1 ano
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018