NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sábado, 11 de Julho de 2020
ECONOMIA
Quinta-feira, 03 de Novembro de 2016, 19h:09

CESTA BÁSICA

Feijão é o campeão em variação

A equipe de Fiscalização, Controle e Monitoramento de Mercado do Procon/MT realizou uma atualização da pesquisa de preço de produtos alimentícios em Cuiabá. Nesta edição, foram visitados 13 estabelecimentos, sendo dois açougues e onze minimercados/supermercados/hipermercados/atacadistas, escolhidos aleatoriamente. Dentre os alimentos pesquisados, o quilo do feijão carioca foi o que apresentou a maior variação, chegando a 213,95% entre o estabelecimento mais caro e o mais barato, comercializado com valores entre R$ 5,09 a R$ 15,98 (preço médio de R$ 9,24). O monitoramento, realizado entre os dias 24 e 25 de outubro, é feito por amostragem, com o objetivo de apontar a variação de preço na Capital, possibilitando ao consumidor maior economia na hora de realizar as compras. O produto com maior diferenciação por marca específica foi o Feijão Carioca 'Kicaldo', encontrado com variação de 136,95%, podendo ser adquirido por valores entre R$ 5,90 até R$ 13,98 dependendo do local de compra. Com relação aos produtos fracionados a pedido do cliente, o que apresentou maior diferenciação foi o quilo do mamão formosa (variação de 611,2%), com preços entre R$ 1,25 a R$ 8,89. Durante a fiscalização, foram coletadas informações sobre 39 variedades de arroz branco (pacotes de 5kg), sendo duas variedades indicadas para culinária oriental/japonesa, 21 marcas de feijão carioca e nove de feijão preto (embalagem de 1kg), oito marcas de óleo de soja (embalagens PET de 900ml), seis marcas de frango inteiro congelado (preço do quilo), 17 marcas de leite UHT Integral, sendo três com adição de outros elementos, 11 variedades de leite UHT Desnatado, sendo uma com adição de outros elementos, oito variedades de leite UHT Semidesnatado, sendo uma com adição de outros elementos; e oito variedades de Leite UHT Zero Lactose, sendo uma com adição de outros elementos e duas variedades de leite pasteurizado, apresentados em pacote de um litro. Também foram verificados os valores de comercialização do quilo de oito cortes de carne bovina (ofertadas sem congelamento, com fracionamento feito a pedido do consumidor em açougue) e quatro cortes de carne suína. Foi monitorado, ainda, o preço do quilo do pão francês e do pão francês integral e de nove tipos de frutas frescas, vendida a granel. Outros exemplos de variação apontados pelo Procon/MT foram: arroz branco (5kg) de R$ 12,50 a R$ 25,20 (101,6%), óleo de soja (900 ml) de R$ 2,89 a R$ 4,25 (47,06%), frango inteiro congelado/Kg de R$ 4,99 a R$ 8,29 (66,13%). Para as carnes frescas, suínas foram pesquisados os preços de quatro cortes (bisteca, pernil, paleta e costelinha). Menor preço foi registrado no corte 'paleta' de R$ 5,09 a R$ 10,19 (100,20%). O maior preço foi na 'costelinha' de R$ 13,49 a R$ 19,90 (47,52%). Na bovina, o menor preço foi para o corte 'acém' de R$ 12,99 a R$ 16,99 (30,79%) e o maior preço ao 'contrafilé' de R$ 19,99 a R$ 43,45 (117,36%). No caso dos leites, o UHT integral (1l) foi de R$ 2,59 a R$ 7,49 (189,19%), o UHT semidesnatado (1l) de R$ 2,59 a R$ 7,49 (189,19%), o UHT desnatado (1l) de R$ 2,59 a R$ 6,39 (146,72%), o leite UHT sem/zero/baixa lactose (1l): de R$ 4,19 a R$ 8,99 (114,56%).

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você achou da decisão da Justiça de decretar lockdown em Cuiabá e VG?
Acertada
Demorou
Antes tarde...
Tanto faz
PARCIAL