NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 21 de Outubro de 2020
ECONOMIA
Domingo, 18 de Outubro de 2020, 14h:32

VIA INTERNET

Na contramão do País, MT tem alta em pedido do seguro-desemprego

Enquanto houve queda de 10,6% no país, em setembro, o Estado tem maior volume de requisição do Centro-Oeste

MARIANNA PERES
Da Reportagem
Divulgação
Ministério da Economia mostram que houve incremento anual de 2,39%, passando de 10.964 requerimentos para atuais 11.227

Mato Grosso aumentou o número de pedidos de seguro-desemprego, na comparação entre setembro de 2020 e o mesmo momento do ano passado.

Dados do Ministério da Economia mostram que houve incremento anual de 2,39%, passando de 10.964 requerimentos para atuais 11.227.

Com esse desempenho, o Estado registrou a única alta contabilizada no Centro-Oeste e fechou o período na contramão do observado no País, que também apresentou recuo.

O levantamento mostrou ainda que 48,7% dos pedidos originados em Mato Grosso foram realizados via internet. No ano passado, por exemplo, menos de 1% das requisições foram via web.

Os pedidos de seguro-desemprego também registraram alta na passagem de agosto para setembro, saindo de 10.649 para 11.227.

Todos os outros estados do Centro-Oeste – Goiás, Distrito Federal e Mato Grosso do Sul – seguiram o movimento apontado no País, na comparação anual.

No Brasil, o mês de setembro fechou com 466.255 pedidos de seguro-desemprego no Brasil.

O número é 10,6% menor do que o registrado no mesmo mês de 2019, quando foram protocolados 521.572 requerimentos e o país ainda não enfrentava a pandemia causada pela covid-19.

As três unidades da federação com maior número de requerimentos em setembro de 2020 foram São Paulo (140.854), Minas Gerais (51.541) e Rio de Janeiro (36.430).

A maioria dos pedidos foram realizados pela web. Do total dos requerimentos no mês passado, 288.244, o equivalente a 61,8%, foram protocolados no portal gov.br ou no aplicativo Carteira de Trabalho Digital. 

O setor de Serviços registrou o maior número de requerimentos, com 198.979, o que representa 42,7% do total. Agropecuária teve o menor número de solicitações: 22.818, cerca de 4,9% dos pedidos. 

Os homens compreendem 59,9%, enquanto que as mulheres, 40,1%. Aproximadamente um terço dos trabalhadores, 33,5%, estão na faixa dos 30 a 39 anos de idade, e a maioria dos trabalhadores, 59,4% do total, tem ensino médio completo.  

De janeiro a setembro de 2020 foram contabilizados 5.451.312 pedidos de seguro-desemprego. O número representa um aumento de 5,7% na comparação com o acumulado no mesmo período de 2019 (5.157.026). A pandemia é a principal causa para o aumento.

Do total de requerimentos em 2020, 56,1% (3.059.828) foram protocolados no portal gov.br ou no aplicativo Carteira de Trabalho Digital. No mesmo período de 2019, apenas 1,7% dos pedidos (88.993) foram realizados on-line.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
MT terá eleições simultâneas para vereador, prefeito e senador? Você já escolheu seus candidatos?
Sim
Não
Vou anular os votos
Nenhum dos candidatos presta
PARCIAL