NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quinta-feira, 09 de Julho de 2020
Editoriais
Quinta-feira, 03 de Janeiro de 2019, 18h:00

Os desafios de Bolsonaro

O presidente eleito Jair Bolsonaro assumiu o mais alto cargo público do país sob a expectativa de um expressivo percentual da sociedade que vê as suas intenções e as de sua equipe no caminho certo, conforme pesquisas de opinião. Não são fáceis os desafios que o aguardam. Os mesmos levantamentos indicam a vontade de uma parcela importante da população de obter respostas efetivas para a saúde pública, para o desemprego, contra a corrupção, por mais segurança pública e mais educação de qualidade. O novo governo precisará fornecer respostas rápidas e deixar claro como pretende vê-las encaminhadas no Congresso, em favor de todos os brasileiros e baseado na Constituição. Infelizmente, o presidente eleito tem insistido em estratégias que fariam algum sentido para alguém na condição de candidato, não no comando de um país com a complexidade do Brasil. É o caso da opção por atuar sem "intermediários", entre os quais inclui a mídia, preferindo se manifestar pelas redes sociais, nas quais falta o contraditório. Em consequência, muitas questões ficam sem resposta, algo incompatível com suas promessas de intransigência em relação a deslizes éticos. O apoio majoritário a um candidato que se elegeu com uma diferença de 11 milhões de votos em relação ao seu oponente, porém, amplia sua responsabilidade na realização de compromissos de campanha. Entre esses, estão a eliminação de privilégios, a privatização de empresas ineficientes, o fim das barganhas políticas que transformam qualquer votação num balcão de negócios, a redução do tamanho do Estado e do próprio poder concentrado em Brasília. A reconfiguração do primeiro escalão, com superestruturas para a economia e para a segurança, além de uma racionalização no número de pastas, é um sinal dessa disposição na prática, que precisa contar com o aval dos brasileiros. Se conseguir fazer a atividade econômica avançar e contribuir para uma redução nos índices de corrupção e de criminalidade, o futuro governo federal já terá dado uma contribuição importante para o país. Os brasileiros estão conscientes da urgência de reformas como a da Previdência e anseiam por crescimento e segurança com democracia, além de respeito à Constituição e decisões republicanas, que contemplem a todos, indistintamente. Se conseguir fazer a atividade econômica avançar e contribuir para uma redução nos índices de corrupção, o futuro governo já terá dado uma contribuição importante

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você achou da decisão da Justiça de decretar lockdown em Cuiabá e VG?
Acertada
Demorou
Antes tarde...
Tanto faz
PARCIAL