NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 07 de Julho de 2020
ESPORTES
Terça-feira, 08 de Janeiro de 2019, 18h:07

PALMEIRAS

China insiste e quer contratar Dudu

RAFAELA CARDOSO
Da Folhapress – São Paulo
Apesar de a diretoria palmeirense negar, o atacante Dudu tem recebido sondagens desde o final do ano passado do Shandong Luneng, da China. O clube estaria disposto a pagar 8 milhões de euros (quase R$ 34 milhões) por ano ao camisa 7, em um contrato de quatro temporadas, segundo o site Globoesporte.com. No entanto, na última sexta-feira, Alexandre Mattos, diretor de futebol do Palmeiras, negou que tenha aparecido qualquer proposta por Dudu recentemente. Ele disse que o mercado chinês já tentou tirar o atacante do Palmeiras por cinco vezes e que reprova a maneira com que os times chegam até os atletas. "Eles batem aqui, eu não quero vender. Beleza, eles vão no jogador, oferecem oito, dez, 15 vezes mais do que ganham aqui, deixam todo mundo louco. Mas o Palmeiras tem um projeto, um comando muito bem definido", disse Mattos. Na ocasião, o dirigente admitiu que já foi difícil segurar Dudu em outra oportunidade. No meio do ano passado, ele havia recebido uma proposta de 15 milhões de euros (R$ 63,7 milhões), mas permaneceu. Ficou acordado, então, que seria liberado caso houvesse vantagem. "Se tiver [proposta], vamos fazer de tudo para segurar. O Palmeiras quer a manutenção do Dudu", disse Mattos. O contrato do atacante com o Palmeiras vai até o final de 2022, com multa de 60 milhões de euros (cerca de R$ 255 milhões). CENTROAVANTE Discreto, o centroavante Arthur Cabral deu início à semana de entrevista dos novatos do Palmeiras. Ainda pouco conhecido para alguns, o jogador de 20 anos falou sobre suas características em campo e admitiu ser a "mistura" de Deyverson e Borja, seus concorrentes pela posição na frente. "Eu acho que consigo equilibrar as duas partes. Eu tenho presença de área para buscar o bom cabeceio, mas também tenho o chute de curta e média distância", disse o jovem avante. Sobre a concorrência com a dupla, o jovem se mostrou tranquilo em busca de seu espaço no time de Felipão. "Hoje temos dois centroavantes muito bons e vou tentar aprender com eles para melhorar cada dia mais." O método que o treinador implementou no Verdão no ano passado, de rodar o elenco de acordo com as competições, agrada a Arthur. "Consegui me destacar [no Ceará] graças a um revezamento. Isso pode me ajudar a ter mais oportunidades e sair jogando."

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você achou da decisão da Justiça de decretar lockdown em Cuiabá e VG?
Acertada
Demorou
Antes tarde...
Tanto faz
PARCIAL