NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020
ESPORTES
Domingo, 05 de Julho de 2020, 00h:39

CAMPEONATO CARIOCA

Em manifesto, Bota e Flu criticam Ferj e comentam rescisão da Globo

Da Folhapress - Rio

Em lados opostos em uma das semifinais da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, Botafogo e Fluminense publicaram um manifesto conjunto, intitulado "Pelo Respeito, pela Vida e por um novo Futebol". No documento, há diversas críticas à Federação de Futebol do Rio (Ferj) e um posicionamento sobre a ruptura de contrato por parte da Globo.
O Alvinegro e o Tricolor, em nota, apontaram que o que todos "estão assistindo em primeiro plano nesse show de horrores é o espetáculo de desmandos e desrespeito com que os clubes e seus torcedores vêm sendo tratados".
Ainda no manifesto, Botafogo e Fluminense lembraram que "tiveram que lutar para não serem obrigados a jogar após apenas um ou dois dias de treinamento" e que "foram obrigados a sair de seus domínios, em várias ocasiões, para jogar em estádios precários, em condições de risco e de exaustão, enquanto outros clubes, mais alinhados, mandaram todos os seus jogos em seus estádios".
Além disso, houve a recordação das cobranças de despesas maiores à dupla, em relação a Flamengo e Vasco, e à punição imposta ao técnico alvinegro Paulo Autuori.
Sobre a rescisão de contrato por parte da Globo, asseguram que a ação gerou "prejuízos no montante estimado de R$ 120 milhões" e ressaltou que "o conjunto de agremiações se viu arrastado de roldão, embrulhado em uma confusão para a qual não contribuiu".


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL