NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020
ESPORTES
Terça-feira, 14 de Julho de 2020, 00h:00

SÃO PAULO

São Paulo encaminha contrato de patrocínio de R$ 6 milhões até o fim do ano

JOSÉ EDUARDO MARTINS E LUÍS AUGUSTO SÍMON
Da Folhapress – São Paulo

O São Paulo deve anunciar nos próximos dias mais um contrato de patrocínio. Segundo apurou a reportagem, uma empresa está disposta a investir R$ 6 milhões no clube -R$ 5 milhões para estampar a sua marca nas costas do uniforme da equipe de futebol e o restante para o projeto de basquete do clube.

O acordo deve ser válido até o fim deste ano, quando termina a gestão de Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. Em dezembro será realizada a eleição para a sucessão presidencial no clube, sendo que pelo estatuto o atual presidente não pode se candidatar à reeleição.

Caso o contrato seja firmado, o São Paulo terá um reforço para tentar minimizar a sua crise financeira. Durante o período de paralisação dos campeonatos por causa da pandemia do novo coronavírus, as cotas de direitos de transmissão da TV foram reduzidas e não houve arrecadação com rendas de jogos. Como consequência, o clube cortou o salário da equipe profissional em 50%.

Por outro lado, ainda durante a pandemia, o São Paulo acertou a prorrogação do contrato com seu principal patrocinador -o Banco Inter. O contrato também é válido até o fim deste ano. O acordo anterior encerraria em 30 de abril.

Até agora, o São Paulo contava com 12 apoiadores e patrocinadores em seu site oficial: Banco Inter (master), MRV; Urbano; PES 2020, Gazin Colchões; SPFC Chip; Cartão de Todos; Betsul; Cimento Cauê; Brahma; Passa Quatro e Adidas. 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL