NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sábado, 11 de Julho de 2020
ESPORTES
Quarta-feira, 02 de Janeiro de 2019, 17h:57

FELIPÃO

Verdão não se preocupa com sondagens

DANILO LAVIERI
Da Uol/Folhapress – São Paulo
O Palmeiras não tem manifestado preocupação em perder Luiz Felipe Scolari para o futebol do exterior. Sondado por clubes e seleções, o treinador já manifestou aos diretores a sua vontade de continuar no alviverde e buscar o título da Libertadores em 2019. Campeão brasileiro sem perder nenhuma partida, o treinador foi consultado e disse não para a seleção da Colômbia. Recentemente, a imprensa argentina ainda publicou um interesse do Boca Juniors no comandante que também não evoluiu. Na última semana, o jornal espanhol Sport publicou que o pentacampeão entrou na mira de um time chinês, outra conversa que não andou. A pessoas próximas, Felipão tem dito que chegou a hora de ficar mais no país. Depois de fazer sucesso na seleção em 2002, na conquista do penta, ele rodou o mundo em trabalhos como a seleção portuguesa, o Chelsea, da Inglaterra, e até mesmo o Bunyodkor, do Uzbequistão. Antes disso, já tinha trabalhado no Japão, no Kuwait e na Arábia Saudita. Publicamente, o gaúcho também já disse que se vê em dívida com o Palmeiras, onde se sente em casa. Em 2012, o técnico saiu do clube com a equipe brigando para não cair e, já de longe, viu o alviverde rebaixado pela segunda vez na história. Felipão participou ativamente do planejamento de 2019 e foi decisivo para a permanência de nomes como Marcos Rocha. Ele também pediu para observar de perto nomes como Juninho e Erik, que estavam praticamente descartados pela diretoria. O técnico ainda bateu o pé ao pedir atletas que exploram as velocidades pelos lados e ganhou os nomes de Carlos Eduardo e Felipe Pires. O contrato do técnico vai até dezembro de 2020, mas a multa rescisória é de apenas um salário. PLANEJAMENTO O Palmeiras não pretende fazer grandes movimentações no mercado da bola daqui para frente, mas ainda mantém os olhos abertos para mais uma contratação de um atacante de velocidade. Com Carlos Eduardo e Felipe Pires já oficializados, o alviverde ainda pensa em mais uma alternativa para o setor que, por enquanto, só tem Dudu com a característica pedida por Felipão. Willian, outro que poderia fazer esse papel, está machucado. Para deixar a diretoria ainda mais em alerta, Dudu segue em alta com os chineses. Embora ainda não tenha recebido uma proposta formal, o Palmeiras sabe que seu camisa 7 está no topo das listas de desejos das equipes da China. Artur, que também poderia fazer esse papel, será emprestado ao Bahia, assim como Vitinho, que também se destaca pela velocidade, mas deve ser emprestado ao Guarani. Além deles, o Palmeiras tem Alejandro Guerra, Gustavo Scarpa, Lucas Lima, Zé Rafael, Hyoran, Raphael Veiga e até Jean que podem atuar abertos no ataque. Nenhum deles, no entanto, tem a característica que mais combina com o estilo de jogo de Felipão para este setor: a velocidade. Nem mesmo Ricardo Goulart, que tem seu nome cogitado na Academia de Futebol pelo terceiro ano consecutivo, poderia cumprir essa função. A sua chegada, no entanto, é mantida como sonho e seria classificada como "oportunidade de mercado". Ele tem ótimo relacionamento com Alexandre Mattos e Felipão. Outra saída que pode acontecer é a de Bruno Henrique. Neste caso, o alviverde poderia optar por não ir ao mercado e apostar em nomes como Matheus Fernandes, contratado do Botafogo nesta janela. A tendência, no entanto, é que opções de fora sejam analisadas. Até aqui, o Palmeiras já gastou mais de R$ 60 milhões em contratações para 2019. Em contrapartida, as vendas realizadas em 2018 somam mais do que o dobro disso: foram quase R$ 150 milhões em atletas negociados.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você achou da decisão da Justiça de decretar lockdown em Cuiabá e VG?
Acertada
Demorou
Antes tarde...
Tanto faz
PARCIAL