NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 20 de Outubro de 2020
ILUSTRADO
Sexta-feira, 04 de Setembro de 2020, 00h:00

TELEVISÃO

Gravações em casa fazem Zorra incluir no programa as esposas de integrantes do elenco

FERNANDA PEREIRA NEVES
Da Folhapress - São Paulo
Zorra Total

As emissoras de TV aberta estão retomando gradualmente a produção de seus programas após meses de paralisação devido à pandemia do novo coronavírus. Apesar disso, as incertezas quanto à doença ainda fazem com que as equipes busquem estratégias que diminuam o risco de contágio.

O humorístico Zorra (Globo), que voltou 100% inédito no 15 de agosto, resolveu fazer um híbrido de cenas gravadas antes da quarentena, outras na casa dos atores e algumas já do retorno à cidade cenográfica da emissora. Mas para isso dar certo, a equipe teve que inovar e decidiu até recrutar familiares do elenco.

"Quando eu comecei a fazer cenas em casa, aquelas de [Jair] Bolsonaro, a Mari já estava ajudando, mas aí veio a ideia dos roteiristas de oficializar, aproveitar quem está quarentenando junto e ampliar o leque de cenas. Foi empolgante, já tínhamos trabalhado juntos e a gente queria repetir", diz Fernando Caruso, 39.

O ator, casado com a atriz Mariana Cabral desde 2014, ganhou então uma nova colega de trabalho dentro de casa. Ela deixou de ajudar apenas nos bastidores para dar rosto e voz a novos personagens. Caruso brinca e afirma que chegou a se preocupar com a ideia de perder seu lugar para a esposa no programa.

"Quando falaram que ia rolar [a entrada das esposas], eu pensei que faríamos cenas de casal, mas logo na primeira gravação eu fazia escada para ela. Ela já estava fazendo imitação de Paola [Carosella], do MasterChef (Band). Pensei ali: 'Perdi meu lugar no elenco, ficou para ela'", brinca o ator.

Já Mari diz que ficou empolgada, feliz, mas também um pouco intimidada. "Eu me senti realizando um sonho, é uma honra ajudar uma equipe tão talentosa. Dá um nervoso, mas fico feliz pela oportunidade, por me confiarem cenas muito legais", afirma a atriz, que já havia trabalhado com o marido no Multishow.

Caruso e Mari, no entanto, não são o único casal que Zorra trará nessa sexta temporada. Renata Castro Barbosa, 46, e Léo Castro, que já faziam parte do elenco original do programa, agora aparecerão numa versão que nem eles conheciam antes da quarentena: a de um casal dividindo o mesmo teto.

Os artistas namoravam há cerca de quatro, cinco meses quando a pandemia colocou todos dentro de casa. Naquela "paixão de namoro", como a própria Renata diz, os dois decidiram passar juntos o isolamento. Léo, então, fez suas malas e foi para a casa da amada, no Rio de Janeiro.

Juntos, os dois criaram o novo quadro do Zorra, "DR: Diálogos Risíveis", e com as gravações remotas passaram a fazer todas as cenas que exigiam mais de um personagem. "Isso perdurou por bastante tempo, os outros [casais] começaram agora", afirma eles, que dizem acreditar ter inspirado a entrada de outras esposas.

Além de Renata e Léo, Caruso e Mari, outros casais da vida real que aparecerão na nova temporada do programa são: o ator Bernardo Schlegel e sua mulher, Andressa Lameu, Robson Nunes e a também atriz, Micheli Machado, o ator Paulo Mathias e a mulher, Mariana Rebelo, Paulo Vieira e a namorada, Ilana Sales.

Robson Nunes, que já estava entre as novidades do elenco para a sexta temporada, com nomes como Marisa Orth e Diogo Vilella, conta que assinou o contrato para entrar no humorístico dias antes do iniciar a quarentena. "Foi como aquele jogador que está aquecendo e é mandado de volta para o banco", brinca ele.

Foram meses de espera até a decisão de gravar remotamente e o convite para que sua mulher, Micheli Machado, também fizesse parte das esquetes. "Estou agradecendo à Covid", brinca ela, que já fez diversos trabalhos com o marido. "Frio na barriga mesmo, por causa da gravação remota, é tudo muito novo."

PROJAC OU ZONA DE GUERRA

Juntos e em casa, esses casais poderiam pensar que seria fácil, mas não tem sido bem assim. "Não tínhamos estrutura nenhuma. Quando começamos, eram duas câmeras que o Léo tinha, e a gente dando play, filmando, arrumando luz, batendo palma... a interpretação ficava por último, se tivesse tempo", conta Renata.

Tudo acontece sob supervisão da equipe do programa. Online, diretor, fotógrafo, figurinista, todos se reúnem na hora marcada para a gravação. Roupas, perucas e assessórios são vistos antes, com direito a muita troca de foto e mensagens. Mas no final, quem checa equipamentos, posiciona a luz e aperta os botões são os atores.

"É muito exigente, cansativo. Nós terminamos os dias de gravação destruídos. Nesses dias, a gente deixa a casa em segundo plano, parece um canteiro de obras. Transformamos um quarto no nosso Projac [Estúdios Globo], tem até cheiro de estúdio. O dia seguinte é sempre de recuperação, lavar louça, roupa", contam Caruso e Mari.

"É difícil para todo mundo. Eles [equipe técnica] provavelmente querem colocar a mão e resolver eles mesmo, mas não podem. É agoniante e cansativo. Mas, ao mesmo tempo, a cada gravação, nós adquirimos mais know-how. Vamos sair conhecendo muito mais, inclusive as pessoas com quem a gente trabalha", diz Léo.

Ele e Renata contam que começaram a ser chamados de Pretinho e Pretinha por colegas de trabalho, após eles verem os dois se chamando assim. "Sabe o cara do áudio que eu já conhecia do trabalho? Agora conheço também a mulher dele, sei que eles moram em Petrópolis e que a filha não come brócolis", brinca Renata.

DA PANDEMIA PARA O MUNDO

Após meses longe da emissora, parte do elenco de Zorra retomou, na semana passada, as gravações na cidade cenográfica. A novidade, no entanto, não inclui todos os artistas do humorístico, já que eles tiveram liberdade para decidir se retornariam ou não. Robson, por exemplo, preferiu manter os trabalhos em casa.

"A produção foi muito generosa, compreensiva. Optei por manter as gravações remotamente, porque nossa filha, Morena, 9, é asmática. Minha preocupação não é nem o estúdio, mas o trajeto, hotel e tudo mais", afirma Robson, que agora torce para que o retorno aos estúdios, quando acontecer, seja com Micheli.

"Gostaria, sim, de um convite mais formal", brinca a atriz. "Olha lá, pessoal. Vamos garantir o convênio da pandemia", completa Robson.

O mesmo desejo é compartilhado pelo casal Caruso e Mari. "Em nome de Jesus, eu estou rezando para duas coisas: vacina da Covid-19 e contrato com o Zorra", diz ela rindo. "Eu adoraria também. Várias coisas acontecem e eu falo 'mari ia se amarrar nisso'. Ia ser ótimo poder ter ela participando, mais assunto para fofocar em casa."

Já parte do elenco fixo do programa, Renata e Léo têm para definir para depois da quarentena se continuarão ou não sob o mesmo teto. Apesar de a atriz afirmar que eles ainda não discutiram o assunto, ele aproveita para se declarar: "Acho que não sei mais viver de outro jeito".


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
MT terá eleições simultâneas para vereador, prefeito e senador? Você já escolheu seus candidatos?
Sim
Não
Vou anular os votos
Nenhum dos candidatos presta
PARCIAL