NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 05 de Agosto de 2020
ILUSTRADO
Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2016, 19h:58

FORMAÇÃO

Inca abre inscrições para cursos no Coxipó

Foi dada a largada para mais um ano de ações culturais promovidas pelo Ponto de Cultura Inca na região do Coxipó, em Cuiabá. Estão abertas e são gratuitas as inscrições para os cursos de dança, instrumentos alternativos, audiovisual e agentes culturais, cada um com 30 vagas, sendo 120 vagas ao todo. As aulas começam dia 25 de fevereiro. Os objetivos desta iniciativa são promover e estimular a cultura entre os moradores da região Sul de Cuiabá e oferecer ferramentas de profissionalização, além de fomentar a criação de células embrionárias que possam contribuir para a Formação de Redes de Agentes Culturais Comunitários. A coordenadora de projetos do Inca, Cybele Bussiki, explica que o projeto tem três eixos de desenvolvimento importantes: “O Artístico Cultural incentiva a produção cultural de cada bairro, criando uma rede de ações na divulgação e comercialização da produção local, bem como em feiras, exposições e apresentações culturais. Nestas ações se cria um público para o consumo da produção cultural dos polos e há a divulgação dos artistas, além de oportunidades de investimento por parte das empresas com sede nestas regiões. No eixo do desenvolvimento social cria-se oportunidades de acesso e conhecimento sobre os bens culturais da região”. O Inca é uma Organização Social sem fins lucrativos e tem como uma de suas atividades principais, desde 2004, a realização e organização do Festival de Cinema e Vídeo de Cuiabá. Com isto o Instituto incorporou em seu currículo a herança trazida com o Festival, propondo novas atividades na área de formação cultural, a princípio voltada ao audiovisual. O Instituto tem ampliado suas atividades no espaço territorial mato-grossense por meio do seu Ponto de Cultura na região do Coxipó, o que evidencia o compromisso com a criação dos cursos de Formação de Rede de Agentes Culturais Comunitários. A iniciativa envolve comunidades com a pretensão de que, após a finalização do projeto, surjam organizações autossustentáveis e que atuem em rede para o desenvolvimento social e cultural das comunidades. Estas ações contam com a parceria do Ministério da Cultura e Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Secretaria de Cidadania e Cultura – Cultural Viva e Ucam. O Instituto ainda busca apoio da iniciativa privada, visando a implantação de novos cursos.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL