NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sábado, 05 de Dezembro de 2020
ILUSTRADO
Segunda-feira, 03 de Outubro de 2016, 19h:57

Programação da Vitrine do Cinema Brasileiro

Dia 4/10 às 19h15 PARA MINHA AMADA MORTA Aly Muritiba (2016) ficção. Com Fernando Alves Pinto, Mayana Neiva, Lourinelson Vladmir Após a morte de sua mulher, Ana, Fernando se torna um homem calado e introspectivo, que cuida sozinho do filho Daniel. Todas as noites, enquanto o menino dorme, ele recorda o seu amor arrumando as coisas de Ana. Um dia, encontra uma fita VHS e, ao assisti-la, descobre que a esposa foi infiel. Fernando, então, decide ir à procura do homem que arruinou a imagem que ele tinha de sua amada morta. 06 Prêmios (diretor, ator coadjuvante, atriz coadjuvante, fotografia, direção de arte e montagem) do 48º Festival de Brasília de Cinema Brasileiro. Marina Person (2016) ficção com Clara Gallo, Caio Blat, Caio Horowicz, LiviaGijon, Giovanni Gallo O ano é 1984. Estela vive a conturbada passagem pela adolescência. O sexo, os amores, as amizades; tudo parece muito complicado. Seu tio Carlos é seu maior herói, e a viagem à Califórnia para visitá-lo, seu grande sonho. Mas tudo desaba quando ele volta magro, fraco e doente. Entre crises e descobertas, Estela irá encarar uma realidade que mudará definitivamente sua forma de ver o mundo. Ninho Moraes, Francisco César Filho (2012) documentário com Alice Braga, Gero Camilo, Helena Albergaria, Gilberto Gil, Macaco Bong Um olhar do século 21 para um dos movimentos culturais mais importantes da história brasileira. A produção traz um mix de entrevistas, shows, intervenções artísticas e atores em pequenos esquetes. Uma intersecção dos contextos social e artístico de 68 com o atual. Ynaiã Benthroldo, Ney Hugo e Bruno Kayapy são entrevistados. Eles participaram do show Futurível, de Gilberto Gil. Bruno Bini (2016) ficção/curta metragem regional. Com Jonathan Haagensen, Giovanni Araújo, Romeu Benedicto Kleber Mendonça Filho (2011) documentário com Michel Ciment, Walter Salles, Carlos Saura, Gus Van Sant Primeira experiência em longa-metragem do cineasta Kleber Mendonça Filho (“ O Som ao Redor”, “Aquarius”). O documentário reúne cerca de 70 críticos e cineastas, entrevistados no Brasil e no exterior, que discutem o cinema a partir do conflito que existe entre o artista e o observador, o criador e o crítico. Iberê Carvalho (2016) ficção com Othon Bastos, Breno Nina, Rita Assemany O jovem operário Marlombrando precisa levar sua mãe, Fátima, para fazer um exame médico em Brasília. O que seria uma breve viagem se torna uma longa batalha no terceiro maior hospital público do país. Sem ter a quem recorrer, Marlombrando precisará reencontrar seu pai, Almeida, ausente há muitos anos. Dono do Cine Drive-in de Brasília, Almeida insiste em manter vivo um tipo de cinema que já não atrai mais espectadores como na década de 70. 4 Prêmios (melhor ator, melhor atriz coadjuvante, direção de arte, e Júri da Crítica) do 43º Festival de Cinema de Gramado Filipe Matzembacher, Marcio Reolon (2015) ficção com Mateus Almada, Maurício José Barcellos Em um final de semana de inverno, Martin e Tomaz se hospedam em frente ao mar do litoral gaúcho, onde o primeiro tem de pegar um documento com parentes distantes. Eles são amigos, mas nessa viagem talvez descubram que podem ser algo mais. Prêmio de Melhor Filme da Mostra “Novos Rumos” e Prêmio Especial do Júri do Prêmio Félix do 17º Festival de Cinema do Rio 4 Prêmios (melhor filme, melhor direção, melhor ator e melhor fotografia) do 9º For Rainbow - Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual Leonardo Lacca (2016) ficção, com Irandhir Santos, Rita Carelli, Silvio Restiffe Ivo é um fotógrafo pernambucano que viaja a São Paulo para fazer sua primeira exposição individual. Ele aceita o convite da ex-namorada Rita para se hospedar na casa dela. Mas hoje, Rita já está casada com outro homem, e Ivo também deixou um amor em sua cidade natal. A proximidade entre eles desperta sentimentos antigos. 5 Prêmios (melhor filme, atriz, atriz coadjuvante, ator coadjuvante e direção de arte) do 19º Cine PE Dia 8/10 às 17h15 GERVANE João Manteufel (2016) documentário/média metragem regional LAURA Fellipe Barbosa (2013) documentário Laura, uma imigrante argentino-brasileira, vaga pelas ruas de Nova York noite após noite atrás da luz e do glamour das celebridades. O filme a segue, adentrando as festas mais exclusivas da cidade pela porta dos fundos. Ao fim de cada noite, Laura volta para seu quarto minúsculo, onde ela esconde sua pobreza e produz sua imagem de diva. 19h15 SINFONIA DA NECRÓPOLE Juliana Rojas (2016) musical. Com Eduardo Gomes, Luciana Paes, Hugo Villavicenzio, Paulo Jordão O filme se passa na cidade de São Paulo, onde a rotina do aprendiz de coveiro Deodato muda quando uma nova funcionária chega ao cemitério. Juntos, eles devem fazer o recadastramento dos túmulos abandonados, mas estranhos eventos fazem o aprendiz questionar as implicações em se mexer com os mortos. Prêmio de Melhor Filme da Crítica no 47º Festival de Gramado Prêmio FIPRESCI de Melhor Filme da 29º Festival Internacional de Mar Del Plata 02 Prêmios (melhor filme e interpretação) do 22º Festival de Cinema de Vitória 21h15 MÃE SÓ HÁ UMA Anna Muylaert (2016) ficção. Com Naomi Nero, Matheus Nachtergaele, Dani Nefussi, Daniel Botelho A vida do adolescente Pierre vira de cabeça pra baixo quando ele recebe uma denúncia e é obrigado a fazer um teste de DNA. Após o resultado, ele descobre que sua mãe não é sua verdadeira mãe e é obrigado a trocar de família, de nome, de casa, de escola… e de gênero? Vencedor do Teddy Award (Men Reader Jury), da Mostra Panorama da 66ª edição do Festival de Berlim

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Você acha que o Cuiabá Esporte Clube tem chance de acesso à Série A do Brasileirão?
Sim
Não
Ainda falta estrutura
Precisa investir no elenco
PARCIAL