Diario de Cuiabá

Terça-feira, 05 de Janeiro de 2016, 21h:07

Abraço ao Noel

Dentre as benfeitorias das redes sociais, estão as campanhas com objetivo de ajudar ao próximo. A ideia da vez é ajudar o historiador Clóvis de Matos, o papai Noel pantaneiro, a recuperar todo o acervo literário que se perdeu em um incêndio no dia 30 de dezembro. O acervo era do projeto Inclusão Literária, que ele mantinha há 10 anos. A ação envolve crianças e adolescentes de comunidades carentes do Estado, dando acesso à literatura. Na manhã do dia 30, o fogo destruiu todos os livros e boa parte da estrutura da casa que abrigava o acervo. Os bombeiros afirmam que uma pane elétrica originou o incêndio. Naquele dia, conversei com Clóvis, que também atua como papai Noel, disse que ainda estava sem rumo, sem saber o que fazer. Com a barba branca e a forte imagem do bom velinho, já percorreu diversas comunidades do Pantanal distribuindo brinquedos e livros. Foi aí que surgiu o apelido. A princípio, Clóvis busca doações que vão desde materiais de construção, para renovar a estrutura danificada, até livros, para começar a construir o novo acervo do projeto. Inclusão Literária começou em 2005 e apresentou às comunidades carentes a literatura em suas esferas. São livros de alfabetização, de histórias, revistas, jornais e outros. Tudo que o historiador guardava no acervo, conseguiu por meio de doações e alguns saíram de seu próprio bolso. Estima-se que mais de R$ 50 mil foram perdidos com o fogo. Doações já começaram a chegar, por isso, é importante ajudar na reconstrução da sede do projeto. Por enquanto, os livros estão sendo guardados no Museu Histórico de Mato Grosso, no Centro de Cuiabá. Não há dúvidas de que Clóvis exerce um belo trabalho social, e se tornou um exemplo para todos os mato-grossenses. Diante desse momento difícil, afirmou que não vai se deixar abater e vai continuar com as atividades do projeto. Aos que já foram abraçados, direta ou indiretamente, pelo papai noel pantaneiro, chegou a nossa vez de retribuir e permitir que Clóvis continue desenvolvendo seu belo trabalho. Então, para quem se sensibilizar, pode entrar em contato pelo telefone (65) 8135-1176 e se interar de como realizar doações. YURI RAMIRES é repórter yuriramires@hotmail.com

Fonte: Diario de Cuiabá

Visite o website: diariodecuiaba.com.br