Diario de Cuiabá

Quinta-feira, 03 de Janeiro de 2019, 18h:20

Flamengo faz proposta de 10 mi de euros

O novo técnico do Fla se disse "com fome" e afirmou esperar que o time possa dar algo a mais do que o mostrado nos últimos anos na busca por títulos

ENRICO BRUNO e THIAGO FERNANDES
Da Uol/Folhapress – BH

Depois de mostrar o interesse em levar o zagueiro Dedé, o Flamengo também pretende tirar o meia De Arrascaeta do Cruzeiro. A informação foi antecipada pela Rádio Itatiaia e confirmada pela reportagem com o estafe do jogador. O clube entrou em contato com o agente do uruguaio e sinalizou com uma proposta de 10 milhões de euros. Arrascaeta tem contrato com o Cruzeiro até o final de 2021, além de uma multa avaliada em cerca de R$120 milhões. Recentemente, a diretoria celeste afirmou que só aceitaria iniciar as conversas pelo jogador a partir de uma proposta de 20 milhões de euros (R$85,6 milhões), valor abaixo do proposto pelo Flamengo, que é de R$42,8 milhões. O Cruzeiro tem 25% dos direitos econômicos do uruguaio. Itair Machado, vice-presidente do Cruzeiro, terá uma conversa com um dos empresários de Arrascaeta nesta quinta-feira. Também nesta quinta, o dirigente estará na Toca da Raposa para a reapresentação do elenco celeste, e concederá uma entrevista no CT. ABEL FRAGA Abel Braga foi apresentado na quarta-feira como técnico do Flamengo para a temporada 2019. Em entrevista coletiva, o técnico se disse "com fome" e afirmou esperar que o time possa dar algo a mais do que o mostrado nos últimos anos na busca por títulos - embora nem ele mesmo tenha sabido definir qual é essa carência. "Eu venho com fome. Para mim, é extremamente importante poder dar algo mais ao Flamengo", disse o treinador. "A gente não precisa de muita coisa. A gente precisa de algo um pouquinho invisível, que não se vê no campo. É isso que está precisando, da minha maneira de pensar. Vou descobrir o que é, não tenha dúvida disso", completou. Na chegada, Abel fez elogios aos trabalhos feitos por antecessores no cargo, citando nominalmente Zé Ricardo, Maurício Barbieri e Dorival Júnior. "Na minha cabeça, eu estou feliz. Sabe por quê? Vou quebrar pouco a cabeça. A equipe praticamente montada. Começou com o Barbieri, lá atrás com o Zé Ricardo, passou pelo Dorival", disse. "É uma equipe, da minha maneira de pensar, de ver futebol, é uma equipe montada." Em busca do já citado "algo invisível", o treinador espera que o time tenha a mesma identidade da torcida, citando o apoio recebido pela equipe na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2018. Na ocasião, mais de 66 mil torcedores pagaram ingressos para o jogo no Maracanã contra o Atlético-PR. O Flamengo já não brigava pelo título brasileiro, conquistado pelo Palmeiras na rodada anterior, mas compareceu em peso. O time paranaense venceu por 2 a 1. "Tem que haver uma identificação maior. Não estou criticando ninguém. Porque os caras estão indo (ao estádio), os caras vão. Não é normal todo ano você começar com favoritismo, todo ano que se dá, e depois você falha quando tem que dar o salto, quando tem que vencer. Alguma coisa não corre bem. É isso aí que vamos ter que descobrir", disse. "O que quero que o torcedor saiba é que vou procurar, tentar identificar, criar uma situação semelhante no campo ao que acontece na arquibancada. E em 2004, senti isso na espinha", completou, citando passagem anterior pelo clube. VASCO O Vasco obteve o empréstimo do volante Fellipe Bastos junto ao Corinthians. Campeão da Copa do Brasil de 2011 pelo clube, ele terá sua terceira passagem por São Januário e já se apresentou para a pré-temporada com os demais jogadores ontem, no CT do Almirante. A primeira vez que Bastos defendeu o Cruzmaltino foi entre 2010 e 2013. Emprestado para a Ponte Preta no segundo semestre de 2013, o volante retornou à Colina em 2014, permanecendo até junho daquele mesmo ano. Ao todo, marcou 14 gols com a camisa do Vasco. No início de sua trajetória em São Januário, o volante se destacou, mas depois caiu em descrédito com a torcida e passou a ser muito criticado. No ano passado, Fellipe Bastos defendeu o Sport por empréstimo e acabou sendo rebaixado no Campeonato Brasileiro.

Fonte: Diario de Cuiabá

Visite o website: diariodecuiaba.com.br