Diario de Cuiabá

Segunda-feira, 07 de Janeiro de 2019, 16h:48

Disco 'Images of Brazil' prima por seu apuro e fluidez

CAMILA FRESCA
Da Folhapress – São Paulo

Em 2015, a violinista norte-americana Francesca Anderegg procurava um pianista local para acompanhá-la nos concertos que faria no Brasil. Acabou encontrando Erika Ribeiro, com quem mal teve tempo de realizar alguns ensaios. Apesar disso, a afinidade musical foi imediata e as apresentações pontuais se tornaram um projeto de longo prazo. Tocaram juntas também em Nova York e resolveram gravar um disco com música brasileira. Três anos depois, o resultado é o recém-lançado "Images of Brazil". São sete os compositores abordados, todos atuantes nos séculos 20 e 21. A peça mais antiga é a instigante "O Martírio dos Insetos" (1925), de Villa-Lobos. Em três movimentos - "A Cigarra no Inverno", "O Vaga-Lume na Caridade" e "A Mariposa na Luz" -, ele mimetiza os fluxos desses insetos ao violino, numa escrita de grande virtuosidade (destaque-se aqui a interpretação impecável de Anderegg). Também está presente a "Sonata para Violino n.4", de Camargo Guarnieri. É a obra mais conhecida do disco, que de resto traz algumas joias quase ignoradas do repertório brasileiro: "Três Peças para Violino e Piano", de Guerra-Peixe; "Meloritmias n.4", de Ernani Aguiar; "Flor da Noite", de Radamés Gnattali; "Águas Claras", de Villani-Côrtes; e "Três Canções", de Léa Freire. Estritamente, não se pode dizer que se trata de um repertório erudito. A seleção de obras e compositores aponta para uma concepção aberta, que privilegia a coesão musical em detrimento de rótulos tradicionais. O que vai ao encontro de uma tendência de flexibilizar fronteiras e integrar a música de concerto a outros gêneros, contribuindo para sua difusão e desmistificação. Da mesma forma que o repertório, as jovens musicistas revelam-se flexíveis, colocando sua musicalidade e preparo técnico em prol de cada interpretação. Mostram-se à vontade o tempo todo, ao mesmo tempo em que primam pelo acabamento das peças. É o primeiro disco de Erika Ribeiro e o segundo de Francesca Anderegg. Formada por Harvard e pela Juilliard School, a violinista tem carreira internacional e é professora no St. Olaf College. Já Erika é parte de uma excelente geração de novos pianistas brasileiros cuja tradição remonta a nomes como Magdalena Tagliaferro, Guiomar Novais e Antonieta Rudge, ainda nas primeiras décadas do século 20. O título "Images of Brazil" não é só metafórico: cada peça é acompanhada de uma imagem da fotógrafa brasileira Aline Muller, o que, segundo as artistas, foi um ponto de partida para trabalhar a interpretação de cada peça. Imagens e música estabelecem um interessante diálogo, enriquecendo um projeto já impecável por suas qualidades musicais. IMAGES OF BRAZIL Francesca Anderegg (violino), Erika Ribeiro (piano). Lançamento Naxos AVALIAÇÃO Ótimo

Fonte: Diario de Cuiabá

Visite o website: diariodecuiaba.com.br